Agência europeia associa vacina Janssen a problema de coagulação sanguínea

Farmacêutica deverá acrescentar o tromboembolismo venoso (TEV) à bula como efeito colateral raro relacionado à fórmula

atualizado 01/10/2021 16:07

Vacina Johnson & JohnsonEduardo Sanz/Europa Press via Getty Images

O comitê de segurança da Agência Europeia de Medicamentos – equivalente à  Anvisa no Brasil – concluiu, nesta sexta-feira (1º/10), que a vacina contra a Covid-19 da Janssen pode estar ligada a casos raros de tromboembolismo venoso (TEV), um problema de coagulação sanguínea.

A agência pediu que a Johnson & Johnson acrescente na bula da vacina a possibilidade de tromboembolismo venoso como efeito colateral raro. Além disso, a farmacêutica deve aumentar a conscientização entre os profissionais de saúde e a população, especialmente os indivíduos suscetíveis ao problema, sobre a possibilidade de ocorrência do evento.

O que se sabe sobre a vacinação de adolescentes contra Covid-19

0

O alerta foi feito com base em evidências de dois grandes estudos com o imunizante. O primeiro foi realizado ainda na fase de testes clínicos e o segundo após a inclusão da vacina nas campanhas de imunização.

Anteriormente, as vacinas da Janssen e AstraZeneca, ambas desenvolvidas em plataforma de vetor de adenovírus, foram associadas à trombose provocada pela síndrome de trombocitopenia (TTS), problema de coagulação relacionado à baixa contagem de plaquetas.

Tromboembolismo venoso

O TEV é uma condição na qual um coágulo sanguíneo se forma em uma veia profunda – geralmente em uma perna, braço ou virilha – e pode se deslocar até os pulmões, causando o bloqueio da irrigação adequada de sangue, o que acarreta um possível risco de vida.

O problema é comumente causado por uma lesão ou falta de movimento em pacientes acamados, mas também pode ser desenvolvido por doenças crônicas e pelo uso de anticoncepcionais.

A Johnson & Johnson informou que atualizará a bula, embora as chances de a população desenvolver o evento adverso sejam muito baixas. Em comunicado, a empresa afirmou apoiar  “a conscientização sobre os sinais e sintomas de eventos raros para garantir que eles possam ser identificados rapidamente e tratados de forma eficaz”.

Últimas notícias