Brasas Festival traz melhores churrasqueiros do Brasil a Brasília

Com nove horas de comida e bebida liberadas, evento de domingo (11/08/2019), Dia dos Pais, terá os assadores mais famosos do país

DivulgaçãoDivulgação

atualizado 06/08/2019 13:33

O Dia dos Pais promete ser animado no Parque da Cidade: o estacionamento 4 vai receber o Brasas Festival, uma reunião de 18 mestres churrasqueiros para nove horas de comida e bebida liberadas. Do churrasco coreano ao tradicional pit smoker americano, os comes não vão faltar nem para o brasiliense mais carnívoro.

“Fizemos um estudo do perfil do público brasiliense. A cidade recebe gente de todo país, e o churrasco é parte importante da culinária brasileira. Até agora, tivemos sucesso: a pré-venda foi esgotada antes do que havíamos previsto. Existia, realmente, uma demanda reprimida para esse tipo de evento”, conta Ana Carla Alves, uma das produtoras do evento.

Conheça alguns dos churrasqueiros confirmados:

Serão mais de 30 estações de churrasco – a organização do festival espera entre 3 e 4 mil participantes no evento. “O público está interessadíssimo. Hoje em dia eu invisto mais tempo explicando para as pessoas o que é aquilo do que pondo a mão na massa. Eu adoro a galera louca por coisas novas, estamos num momento ímpar da carne no Brasil”, comemora Bruno Panhoca, um dos mestres convidados.

Especializado no churrasco americano, Panhoca vai trazer um brisket a Brasília: o preparo é feito com a ponta do peito do boi, coberto pelo rub da casa e assado por 12 horas. “O rub é uma mistura de temperos secos que tem três funções: primeiro, claro, dar sabor à carne. Em segundo lugar, ele interage com a fumaça. Por fim, cria uma casca ou uma calda, a depender do resultado esperado. É a assinatura do churrasqueiro”, explica.

A chef de cozinha Paula Labaki vai levar um varal para defumar suas carnes no Parque da Cidade: as proteínas serão finalizadas na plancha. “Fui criada em uma fazenda, sempre tive esse contato com o animal, com churrasco e brasa. Sempre gostei, minha especialidade sempre foi essa. Eu sempre falo isso nas minhas aulas, o churrasco é algo primitivo em nós. A humanidade aprendeu a socializar ao lado do fogo, por isso nos sentimos tão à vontade”, defende.

Divulgação
Paula Labaki: a chef tem o churrasco como base para a própria culinária

O contato intenso com o público virou rotina para o mestre churrasqueiro Domingos dos Santos Neto, o Netão. Famoso por seus vídeos didáticos no YouTube, ele nunca nega uma foto com um fã: durante a entrevista para o Metrópoles, foi abordado na rua e precisou parar a conversa e posar para um retrato. “É gostoso ser reconhecido, mas acaba sendo mais trabalhoso. Tem gente que viaja para ir a festival em que participo, preciso conseguir equilibrar a boa comida e o atendimento atencioso do fã”, conta.

O santista vai levar um T-bone para sua churrasqueira no domingo. “É um corte que uso em festivais, costumo fazer um pouco diferente da forma tradicional. Não tem muito segredo, é uma carne gordurosa que vai bem com chimichurri e um purê de batata doce assada na brasa, feito na hora de servir”, descreve.

Brasas Festival
Em 11/08/2019 (domingo), das 11h às 20h, no Estacionamento 4 do Parque da Cidade. Ingresso: R$ 250 (meia-entrada). À venda on-line. Valor sujeito a alterações. Classificação indicativa livre

Últimas notícias