Artigo: saiba como retirar os cheiros das mãos e de objetos na cozinha

Confira dicas e descubra alguns mitos na hora de limpar a bagunça do jantar

iStockiStock

atualizado 03/07/2019 20:30

O ato de cozinhar é extremamente satisfatório, mas convenhamos que o “residual” dele não é lá muito agradável. Alguns aromas são bem simples de remover, como o “cheiro de coifa” após encarar o fogão. Um banho e lavar a roupa utilizada, normalmente, resolve tudo. Porém, outros cheiros são desagradáveis fora das pias de inox. Portanto, segue uma lista de quais sãos as melhores formas de se ‘limpar”.

Mito: sabonete de inox
Com preços variáveis, é possível encontrar o “mágico” sabonete de inox, que remove aromas de vegetais, ervas, frutos do mar, peixes etc. A bem verdade, seu efeito, seja químico ou físico, é rigorosamente o mesmo de esfregar as mãos em colheres, bowls e até mesmo a cuba de sua pia – sendo elas de inox, é claro. A explicação dada pelas empresas é que uma camada de óxido de cromo, a mesma que evita o “enferrujamento”, ajuda a eliminar compostos das mãos. Ainda assim, não há nenhum estudo científico conclusivo sobre a eficácia desse método. Muitos dos que recebem um resultado positivo da estratégia podem estar alcançando a eliminação de odores graças ao sabonete ou detergente e a fricção das mãos.

Mito: café
Um dos que mais se recomenda usar para tirar cheiro de geladeira, das mãos etc. Na verdade, o único efeito real do café é mascarar os outros aromas, pois é forte e agradável ao nosso olfato.

Alho e cebola
O ideal é, após fatiar alho e cebola, não esfregar as mãos e passar um fio de água corrente por entre os dedos durante cerca de um minuto. Isso evita que os aromas se fundam com a gordura da pele e, consequentemente, fiquem mais difíceis de sair. Depois desse procedimento, lavar as mãos normalmente.

Peixes e frutos do mar
Um dos aromas menos desejados da cozinha e, certamente, o mais desagradável. Ele tem essa capacidade de impregnar nas mãos porque é formado por uma substância do grupo das aminas e, caso se adicione água, tende a combinar-se com a gordura natural da pele e fica ainda mais difícil de sair. O ideal é lavar as mãos com detergente e algum meio ácido, eu prefiro usar limão, já que vinagre também deixa um aroma ruim. Corte-o ao meio, e esfregue-o contra a mão com o detergente e depois enxague com água.

Tábuas e facas
O ideal para as tábuas é deixá-las em pernoite numa solução de 5% de água sanitária. Isso porque, além dos aromas de alimentos, há também muitas bactérias em suas ranhuras. Para aproveitar os “banhos”, pode-se deixar também as facas na mesma solução, garantindo a remoção de seus aromas. As tábuas devem estar completamente secas antes de guardá-las.

Liquidificador
Esse é outro utensílio que acaba ficando muito contaminado. Após o uso, o ideal é colocar dentro dele uma mistura de um limão picado, detergente, água morna e deixar triturar. Isso já higieniza bem o o aparelho. Para conservar, basta guardá-lo sem tampa, sempre em local iluminado e arejado, com jornal amassado dentro. Obviamente, é necessário higienizá-lo antes do uso.

Geladeira
Outra que mandam colocar café e outras coisas dentro. O ideal é limpá-la uma vez por semana, sem nenhum alimento dentro e utilizar algum produto que controle a umidade – existem marcas específicas nas prateleiras do mercado.

Últimas notícias