Artigo: chocolate branco é chocolate sim! Eu explico os motivos

Entenda um pouco sobre como esse produto é produzido e, talvez, a sua opinião também mude

iStock

atualizado 24/09/2018 10:11

Há uma polêmica entre cozinheiros, confeiteiros e até chocolatiers sobre a “autenticidade” do chamado chocolate branco. Para entender o porquê dessa discussão, é necessário compreender um pouco do processo de fabricação desse doce amado por praticamente todos.

http://gph.is/1fh8UUc

A origem do chocolate, como todos sabem, é o cacau. A amêndoa desse fruto é removida e passa por secagem, para remover o excesso de líquido. Depois, enfrenta um processo de torra e, em seguida, moagem. Remove-se a casca da castanha e a tritura, resultando em um aromático creme, devido ao alto teor de gordura: a pasta de cacau.

Essa pasta é composta tem quase 50% de gordura. Por último, ela é separada em manteiga de cacau e o bolo de cacau.

http://gph.is/XKvs6p

 

Pela combinação de pasta, bolo e açúcar chega-se ao chocolate amargo, ao leite e branco (sem o bolo). Aí que entra a polêmica: alguns não consideram esse último um verdadeiro chocolate, pois não tem bolo de cacau.

O curioso é que os defensores da exclusão deste derivado da manteiga de cacau colocam essa opinião como absoluta, como um martelo batido, porém, não há regulamentação ou lei sobre o tema. Pelo contrário, nenhum país proíbe a denominação do produto como chocolate (sim, países podem proibir uso de termos de venda, como foi o caso da França proibindo o nome de derivados animais em produtos vegetarianos).

http://gph.is/XLSry0

 

Minha opinião? Manteiga de cacau é subproduto do fruto (obviamente) e, portanto, é sim capaz de ser chamado de chocolate. Agora quando aquele seu amigo chato vier discursar sobre sua barrinha branca, já tem como justificar o nome da embalagem.

Últimas notícias