Artigo: quais as promessas da gastronomia para 2019?

Algumas tendências estão nascendo no mundo todo. Conheça as que devem bombar ao longo do ano

iStockiStock

atualizado 03/01/2019 13:18

Já demos os movimentos que bombaram em 2018. Agora é hora de mirar em 2019 e perceber as tendências para a gastronomia brasileira e mundial.

Fermentados: os probióticos fermentados já tomaram as casas, como as de pães de fermentação natural, kefir e kombucha. Agora, fermentados como picles e preparos mais orientais (kimchi e umeboshi, por exemplo) ocupam espaço nas mesas dos restaurantes. O sabor único ácido, muitas vezes somado a um dulçor, acrescenta uma complexidade extra aos preparos.

Probióticos estáveis: kombucha já pode ser encontrado em prateleiras e estabelecimentos comerciais. Agora, a indústria alimentícia tem estudado para chegar a estabilizar e manter os benefícios desses alimentos de forma a poder levá-los aos supermercados e expandir seu consumo, atualmente restrito à produção caseira ou aos estabelecimentos que os servem.

Vegetarianismo: é cada vez mais comum que todas as casas tenham pratos vegetarianos para os que estão abrindo mão de proteína animal. Estabelecimentos até oferecem menus degustação adaptados. O veganismo, porém, ainda não está bem representado, pelas limitações tanto de ingredientes quanto de criatividade. A tendência é que apareçam ainda mais.

Maconha: usar a cannabis como ingrediente não está próximo da realidade no país. Mas em locais onde a erva é legalizada, está cada vez mais comum encontrar estabelecimentos com pratos ou inteiramente dedicados a utilizá-la como base das receitas.

Farm to Table 2.0: enquanto esse movimento ainda anda a passos curtos no Brasil, está bem evoluído em vários pontos do mundo. “Da fazenda à mesa”, em tradução livre, é resumidamente a tendência que estimula o uso de produtos orgânicos e locais, diretamente da plantação às cozinhas. No momento, dá o próximo passo, no qual os ingredientes serão planejados e plantados exclusivamente para menus, pensando em futuras sazonalidades. Atualmente, o menu é montado em cima do que está disponível.

Últimas notícias