Inspirado pelas filhas, Emicida lança segundo livro infantil da carreira

E Foi Assim Que Eu e a Escuridão Ficamos Amigas está em pré-venda e chega às livrarias a partir de 5/10 pela Companhia das Letrinhas

atualizado 23/09/2020 17:02

EmicidaInstagram/Divulgação

Depois de Amoras, publicado em 2018, Emicida volta ao campo da literatura infantil, com seu segundo livro do gênero, a obra E Foi Assim Que Eu e a Escuridão Ficamos Amigas. O objetivo é dialogar com as crianças sobre as questões importantes, para que elas possam lidar com os próprios medos.

Segundo o artista, a paternidade colaborou com o processo criativo e a definição do tema. “Minha filha mais velha já não tem medo do escuro, mas a mais nova ainda tem. Pensando nos momentos em que ela acorda e temos que passear pela escuridão cantando baixinho, ficou muito mais fácil escrever o livro”, revela Emicida.

O enredo criado pelo músico narra uma jornada em meio ao desconhecido em que o medo e a coragem são personificados. O objetivo é mostrar que o sentimento tem importância, mas que não é preciso colocá-lo ao centro da nossa existência. “Quantas coisas bacanas deixamos de fazer por medo?”, questiona Emicida.

0

Ele ressalta, contudo, a importância de enxergar as diferentes imagens às quais o sentimento pode estar ligado, para além daquelas sugeridos em filmes de terror.

“É o medo que faz a gente ser cuidadoso com a realidade. Existe o medo de magoar alguém, por exemplo. Por isso, ele surge na história como um conselheiro muito preocupado. Mas assim como todo bom amigo, ele também tem de saber a hora de ficar quieto”, define.

Com 36 páginas e ilustrações de Aldo Fabrini, E Foi Assim Que Eu e a Escuridão Ficamos Amigas já iniciou sua pré-venda no site da Laboratório Fantasma, e chega pela Companhia das Letrinhas às livrarias e ao e-commerce a partir do dia 5 de Outubro.

Últimas notícias