Emicida critica Datena e associação do rap com o crime organizado

Entrevistado do Roda Vida dessa segunda-feira (27/7), rapper falou sobre o papel do rap e criticou os programas policiais

atualizado 28/07/2020 11:37

EmicidaInstagram/Reprodução

Um dos maiores nomes do rap nacional, Emicida participou do programa Roda Viva dessa segunda-feira (27/7). Na entrevista, o cantor criticou a associação do gênero com o crime organizado e comparou a análise com o jornalismo praticado pelos programas policiais.

Em um dos momentos da atração, o rapper foi perguntado se o rap era condescendente com o crime organizado. “Isso é uma análise bastante preconceituosa. Desde quando narrar crime faz de você um apologista?, disse Emicida.

Segundo ele, o rap – como a música em geral – trata de questões ligadas ao cotidiano e retrata a maneira como o mundo é visto pelos artistas. Emicida comparou ainda a relação com o que acontece nos programas policiais, afirmando que se o rap “faz apologia” essas atrações também fazem.

0

“Se isso fizer de você um apologista, tem que pegar o Datena que faz todo dia isso na televisão, ilustrando um monte de crimes e empurra isso goela abaixo na sociedade e é entendido como jornalismo”, completou o rapper.

Por fim, Emicida alertou que a realidade contada nas músicas faz parte da vida dos brasileiros e que “qualquer tentativa de associar o crime ao movimento cultural, é tentar tirar o foco do que precisa ser falado”.

Veja o trecho do programa: 

Últimas notícias