Diretor de filme sobre Olavo de Carvalho pede saída de Alvim

Josias Teófilo disse em sua conta do Twitter que o secretário de Cultura tem “passado por problemas de ordem pessoal seríssimos”

atualizado 17/01/2020 11:03

Reprodução/Facebook

O diretor Josias Teófilo, conhecido por seu trabalho na cinebiografia de Olavo de Carvalho, afirmou em suas redes sociais que o Secretário de Cultura, Roberto Alvim, “está passando por problemas de ordem pessoal seríssimos e que ele deveria cair já”. A manifestação veio em meio à polêmica envolvendo o político, após ele ter feito citações a um trecho do discurso de Joseph Goebbels, ministro da propaganda da Alemanha Nazista, em vídeo anunciando uma campanha da pasta.

Segundo o cineasta, apoiador do governo Bolsonaro, “nada justifica o que ele vem fazendo e fez”. “Venho notando há um bom tempo que Roberto Alvim está passando por problemas de ordem pessoal seríssimos. Desde novembro do ano passado, para ser mais específico. Nada justifica o que ele vem fazendo e fez hoje. Este vídeo é de fato assustador, mas não é estranho para o que vi”, escreveu.

0

Na publicação, o diretor disse ainda que vinha alertando o Secretário para os erros que ele estaria comentando, inclusive, “ligando diversas vezes para dissuadi-lo de seu projeto”. Ele completou afirmando que Alvim tem que “cair” de imediato e que não tem intenção de assumir a pasta. 

Josias Teófilo ficou conhecido após seu trabalho em O Jardim das Aflições (2017), cinebiografia de Olavo de Carvalho – professor de filosofia e guru ideológico do governo. O diretor desenvolve o filme Nem Tudo se Desfaz, um documentário ensaístico sobre o país nos últimos anos: dos protestos de junho de 2013 à eleição de Jair Bolsonaro à Presidência da República.

Últimas notícias