*
 

A pesquisa de intenção de votos encomendada pelo Metrópoles ao Instituto FSB, divulgada na última terça-feira (11/9), mostra o provável cenário das eleições 2018 no DF, além de uma avaliação sobre o governo de Rodrigo Rollemberg. O levantamento, feito entre os dias 7 e 9 de setembro, portanto após o início do programa eleitoral de rádio e televisão, ouviu 1.072 pessoas, em entrevistas pessoais. Confira os principais resultados.

Governador
Eliana Pedrosa (Pros) abriu vantagem na corrida ao Palácio do Buriti, com 20% da preferência do eleitorado; seguida de Rodrigo Rollemberg (PSB), com 15%; Alberto Fraga (DEM), com 11%; Rogério Rosso (PSD), com 10%.
Confira a matéria completa aqui.

2º turno – governador
Se as eleições fossem hoje, o governador Rodrigo Rollemberg (PSB) não venceria caso concorresse contra Eliana Pedrosa (Pros), Alberto Fraga (DEM) ou Rogério Rosso (PSD). O levantamento aponta que ele empataria com Ibaneis Rocha (MDB).
Confira a matéria completa aqui.

Avaliação do governo Rollemberg
O governo de Rodrigo Rollemberg (PSB), candidato à reeleição ao Governo do Distrito Federal (GDF), é avaliado como ruim ou péssimo por 58% dos brasilienses.
Confira a matéria completa aqui.

Deputado distrital e federal
A menos de um mês para as eleições, a maioria dos eleitores brasilienses ainda não decidiu em quem votar para os cargos de deputado federal e distrital. A pesquisa revela que 78% dos eleitores não escolheram representante na Câmara dos Deputados. Outros 16% já têm nome, enquanto 6% se dividem entre os que não souberam ou não responderam.
Confira a matéria completa aqui.

Senador
Cristovam Buarque (PPS) e Leila do Vôlei (23%) lideram a disputa pelas duas vagas no Senado. Izalci Lucas (PSDB), com 17%; Chico Leite (Rede), com 13%; e Wasny de Roure (PT), com 9%, vêm em seguida.
Confira a matéria completa aqui.

Presidente
O candidato à Presidência da República Jair Bolsonaro (PSL) lidera com folga a intenção de votos dos brasilienses na disputa pelo Palácio do Planalto. Ele tem 34% da preferência, seguido de Ciro Gomes (PDT), com 13%, uma diferença de 21 pontos percentuais.
Confira a matéria completa aqui.