*
 

O candidato à Presidência da República Jair Bolsonaro (PSL) lidera com folga a intenção de votos dos brasilienses na disputa pelo Palácio do Planalto. É o que mostra pesquisa encomendada pelo Metrópoles ao Instituto FSB. Ele tem 34% da preferência, seguido de Ciro Gomes (PDT), com 13%, uma diferença de 21 pontos percentuais.

Marina Silva (Rede) aparece em terceiro lugar com 11%, o que significaria um empate técnico com Ciro Gomes, pois a margem de erro do levantamento é de 3 pontos percentuais. Em quarto, está Geraldo Alckmin (PSDB) com 5%, seguido por Fernando Haddad (PT), 4%.

Álvaro Dias (Podemos) tem 3%; João Amoêdo (Novo) e Henrique Meirelles (MDB), 2%. Guilherme Boulos tem 1% e os outros quatro entre os 13 postulantes: Cabo Daciolo (Patriota), Vera Lúcia (PSTU), José Maria Eymael (DC) e João Goulart Filho (PPL) não pontuaram.

Brancos e nulos chegam a 4%. Não sabem ou não responderam somam 9%. Além disso, 11% dos eleitores não votariam em nenhum dos nomes que concorrem a uma vaga de presidente da República.

Arte/Metrópoles

A avaliação é baseada em entrevistas feitas com 1.072 eleitores do DF, entre os dias 7 e 9 de setembro. O levantamento foi registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-06613/2018. Em função dos arredondamentos, os totais podem dar entre 99% e 101%.

A pesquisa foi realizada após o atentado contra Bolsonaro em Juiz de Fora (MG), durante uma agenda de campanha. O candidato foi esfaqueado, passou por cirugia e está internado na UTI do Hospital Albert Einstein, em São Paulo, em estado grave, mas estável.

Intenção de voto espontâneo
Na pesquisa espontânea, em que o pesquisador pergunta ao eleitor em quem ele pretende votar, sem apresentar a relação de candidatos, Bolsonaro recebeu 30% das intenções de votos. Ciro Gomes vem atrás com 9% e Luiz Inácio Lula da Silva (PT) aparece com 8%, mesmo sem ter o registro autorizado pelo Tribunal Superior eleitoral (TSE). A diferença entre Bolsonaro e Ciro permanece a mesma: 21 pontos percentuais.

Nessa amostragem, Marina Silva tem 6% das intenções. Geraldo Alckmin, 3%; Álvaro Dias, 2%; Fernando Haddad, 2%; João Amoedo, 2% e Henrique Meirelles, 1%. A quantidade de pessoas que não sabe em quem votar cresce para 22%. E 12% não votariam em ninguém. O total de votos brancos e nulos é de 3% e 1% não respondeu.

Arte/Metrópoles

Na pesquisa de intenção de voto espontânea 38% dos entrevistados não citam nomes. Na estimulada, 24% não citam nomes.

A pesquisa Metrópoles/FSB foi encomendada com o intuito de mapear as opiniões e percepções da população do DF sobre o cenário para as eleições de 2018, bem como avaliar a qualidade de vida no DF, qualificar a atuação do GDF e identificar os principais problemas da região.