No 10º dia de fuga, Lázaro Barbosa segue solto após novo cerco

No início da noite desta sexta (18/6), muitas unidades retornaram à base montada em Girassol (GO), Entorno do DF, e aguardam novas ordens

atualizado 18/06/2021 20:11

Buscas a Lázaro BarbosaIgo Estrela/Metrópoles

Após um novo cerco na tarde desta sexta-feira (18/6), Lázaro Barbosa de Sousa, 32 anos, continua solto no 10º dia de fuga. Alguns integrantes das forças policiais ainda estão na mata procurando o suspeito de matar uma família no DF. As buscas se concentram em uma região onde, mais cedo, moradores disseram ter visto Lázaro.

Com o início da noite, entretanto, muitas unidades retornaram à base montada em Girassol (GO), Entorno do DF, e aguardam novas ordens.

Por volta da 16h, houve uma intensa mobilização policial e um novo cerco a Lázaro foi deflagrado. O Batalhão de Cães da Polícia Militar do Distrito Federal (BPCães) e a tropa de choque da polícia de Goiás se concentraram em uma área de mata, após um morador da região avistá-lo.

“O vizinho viu ele entrando no bananal e, em seguida, a polícia chegou. Minha casa está toda revirada… Porta quebrada, roupa e guarda-roupas roupas revirados. Um queijo foi levado”, afirmou um produtor rural da região.

“Estamos com muito medo agora. Moramos aqui há 20 anos. Vivíamos tranquilos antes disso. A gente espera solução todo dia, reza, pede a Deus que esse caso seja resolvido logo. A gente quer justiça. Isso tira o sono”, disse Sebastiana Aparecida Rodrigues, 65 anos. Da casa dela foi levado um carregador de celular.

Veja as imagens das buscas desta sexta:

0

 

Ferido

Ao que tudo indica, o Lázaro foi baleado em confronto com a coalizão formada para capturá-lo e, desde então, tenta estancar o sangue com torniquete improvisado. “Esse torniquete e esse pano foram encontrados pelos cães. Por isso achamos que ele está amarrando o ferimento, que deve estar sangrando”, disse o secretário de Segurança de Goiás, Rodney Miranda nessa quinta (17).

Lázaro é suspeito de ter cometido vários crimes no Distrito Federal, incluindo a chacina de uma família, e em outros estados. As polícias do DF e de Goiás montaram uma força-tarefa para encontrá-lo.

Rituais

A Polícia Civil de Goiás divulgou vídeos que mostram a caçada ao assassino em série pela região. Durante as diligências, os agentes encontraram pelo caminho vários rituais supostamente deixados pelo psicopata.

Em diversos pontos dentro da mata, foram encontradas velas de sete dias e até pedaços de papel com o nome completo do criminoso. As autoridades desconfiam que o próprio suspeito tenha deixado as velas acesas para pedir proteção espiritual.

Os grupos policiais que fazem incursões na região encontraram uma vela de sete dias nas proximidades de um milharal. Em um dos locais de mata fechada, militares goianos também localizaram uma rã desossada, deixada ao lado de um facão. Parte do animal havia sido comido.

Veja imagens da vela deixada com o nome de Lázaro Barbosa:

Troca de tiros

A força-tarefa trocou tiros com o maníaco na tarde dessa quinta, após ele ser visto nas proximidades da casa do pai. Dezenas de policiais civis e militares, além de viaturas e três helicópteros, foram mobilizados na operação.

O homem, descrito pelas autoridades como extremamente perigoso, foi visto na cidade de Girassol (GO), próximo à casa do pai dele, enquanto se escondia embaixo de um cobertor. Testemunhas relataram que o maníaco estava com uma mochila, mancava e simulava ser um mendigo. Quando avistou a polícia, Lázaro teria corrido para um córrego perto de onde foi visto.

“Vim deixar uma colega minha do lado da casa do pai do Lázaro e fui ver o que estava acontecendo. Vimos o suspeito dentro de uma casa, agachado. Ele desceu para o córrego. Houve mais de 30 tiros. Disparos de metralhadora”, relatou o vigilante Alexandre Augusto, que estava no local.

Também na quinta, Eva Maria de Sousa, mãe do suspeito da chacina, pediu que ele se entregasse: “Se você estiver me ouvindo, me faça o favor de se entregar”. Eva afirmou que o filho precisa esclarecer tudo o que vem sendo dito sobre ele nos últimos dias. “Se entregue para esclarecer mentiras e verdades que estão contando”, falou a mulher.

0
Chacina

As digitais de Lázaro foram encontradas na casa da família Vidal. Cláudio Vidal de Oliveira, 48 anos, Gustavo Marques Vidal, 21, e Carlos Eduardo Marques Vidal, 15, teriam sido mortos por ele a tiro e facadas. O crime ocorreu na madrugada do dia 9/6, no Incra 9, em Ceilândia.

Ele ainda sequestrou Cleonice Marques de Andrade, 43 anos, esposa de Cláudio e mãe das outras vítimas. O corpo dela foi encontrado no dia 12, em um matagal. O cadáver estava sem roupa e com um corte nas nádegas, em uma zona de mata perto da BR-070.

A morte de Cleonice reflete a crueldade de Lázaro. O criminoso, autor da chacina que tirou a vida do marido e dos dois filhos da mulher, permanece foragido há nove dias. Oo maníaco matou a mulher com um tiro na cabeça.

Desde que matou a família Vidal, Lázaro vem entrando e saindo de propriedades, fazendo novas vítimas. Ainda no Incra 9, em Ceilândia, ele invadiu outros dois locais. Em Goiás, ele tem se escondido na região entre Girassol, Edilândia e Cocalzinho, Entorno do DF.

Família Vidal:

0
Carta

Policiais que integram as forças de segurança empenhadas na captura do maníaco encontraram uma carta abandonada no local onde o criminoso teria usado como esconderijo durante algum tempo, na região de Edilândia, em Goiás. No interior do local, as equipes notaram, sobre a mesa, uma folha de papel A4 com um texto escrito à mão.

A carta, redigida em tinta de caneta esferográfica vermelha, discorre sobre quem tem o direito de morrer ou de viver. “Muitos que vivem merecem morrer, alguns que morrem merece (sic) viver”, diz o texto. O material foi apreendido e levado para perícia. Os policiais investigam se Lázaro escreveu ou apenas carregava o manuscrito, que replica algumas falas de um personagem da trilogia Senhor dos Anéis.

Ficha criminal

A vida criminal de Lázaro começou em 2008. Na época, ele foi preso por um duplo homicídio em Barra do Mendes, município baiano que fica a 540 km de Salvador. Ele é natural da cidade.

Segundo a Polícia Civil baiana, o criminoso foi indiciado pelos assassinatos de José Carlos Benício de Oliveira e Manoel Desidério Silva, no povoado de Melancia. O inquérito, concluído e enviado à Justiça, aponta que ele atingiu as vítimas com disparos de espingarda e depois fugiu, apresentando-se dias depois na unidade policial. Após a prisão, ele acabou fugindo para o Centro-Oeste.

No DF, chegou a ser condenado por roubo e estupro. Mas, também, conseguiu fugir do sistema penitenciário em 2016.

A capacidade de fuga de Lázaro  já é velha conhecida da polícia e do sistema prisional goiano. Em julho de 2018, ao tentar escapar junto de outros cinco detentos do presídio de Águas Lindas (GO), no Entorno do Distrito Federal, ele foi o único que obteve êxito.

Lázaro foi preso no dia 8 de março de 2018, por suspeita de assassinatos ocorridos na Bahia, além de estupro, roubo e porte ilegal de armas no DF. Ele tinha, na época, três mandados de prisão em aberto.

A ausência dele entre os internos do presídio de Águas Lindas só foi sentida no momento de recontagem dos detentos, após a ação policial no local. No entanto, a essa altura, ele já estava longe.

A fuga ocorreu durante a madrugada, por volta das 2h, de 23 de julho de 2018, segundo a Diretoria-Geral de Administração Penitenciária de Goiás (DGAP).

Personalidade violenta

Laudo psicológico feito no âmbito de um dos processos contra Lázaro Barbosa, em 2013, constatou que o homem tem características de personalidade violenta, como agressividade, ausência de mecanismos de controle, dependência emocional, impulsividade e instabilidade emocional.

Ainda de acordo com os psicólogos que assinam o documento ao qual o Metrópoles teve acesso, o criminoso tem possibilidade de “ruptura do equilíbrio, preocupações sexuais e sentimentos de angústia”.

O autor, segundo os especialistas, teve o desenvolvimento psicossocial prejudicado devido a agressões familiares, uso abusivo de álcool e drogas, falecimento familiar, abandono das atividades escolares, trabalho infantil e situação financeira precária.

Veja imagens das buscas a Lázaro:

0
0

 

 

Últimas notícias