“Estamos com muita esperança”, diz irmão de desaparecida após triplo homicídio

Cleonice Marques, 43 anos, está sumida desde quarta-feira (10/6), quando o marido e dois filhos foram assassinados no Incra 9, em Ceilândia

atualizado 10/06/2021 10:22

Cleonice Marques, mulher desaparecidaArquivo pessoal

Familiares de Cleonice Marques (foto em destaque), 43 anos, desaparecida desde quarta-feira (9/6), após triplo homicídio, no Incra 9, em Ceilândia, acredita que vão encontrar a mulher com vida.

Investigadores da 24ª Delegacia de Polícia (Setor O), com apoio da Divisão de Repressão ao Sequestro (DRS), seguem, nesta quinta-feira (10/6), a procurar por Cleonice, que presenciou a morte do marido e dois filhos na Fazenda Vidal, no Incra 9, na madrugada dessa quarta-feira (9/6).

0

O irmão de Cleonice, Ivan Amorim, 60, contou ao Metrópoles que a família não vai desistir de procurá-la. “Vamos encontrá-la hoje. Estamos com muita esperança. Esse homem não pode ter ido muito longe com a Cleonice a pé. Vamos encontrar”, disse, emocionado.

Cleonice conseguiu ligar para a família pedindo socorro ao ver que a porta da casa estava sendo arrombada. Eles chegaram rapidamente ao local, cerca de 10 minutos depois. No entanto, Cleonice havia sido levada. O marido dela, Cláudio Vidal, ainda estava vivo.

Antes de morrer, Cláudio disse ao cunhado que a esposa havia sido levada por quem invadiu a casa deles: “Age rápido porque levaram a Cleonice”. A polícia informou que os celulares das vítimas estavam na casa. Porções de dinheiro também foram encontradas. Não há indícios de que algo foi levado da residência.

Familiares e amigos das vítimas acreditam na hipótese de assalto. Segundo Edivaldo Gomes, amigo da família, as vítimas não tinham inimizade com ninguém e mantinham boas relações com os clientes da floricultura e com os vizinhos.

A principal hipótese, segundo a polícia, é de que Lázaro Barbosa de Sousa, 32 anos, tenha cometido o triplo homicídio e sequestrado Cleonice. O delegado-chefe da 24ª DP, Raphael Seixas, disse que a digital do provável autor foi identificada na cena do crime. Ele segue foragido.

Nessa quarta, o Corpo de Bombeiros chegou a ser acionado pela PCDF para tentar localizar a mulher. Foi solicitado o apoio de helicóptero e cães farejadores para procurá-la.

Sepultamento

Ao Metrópoles, familiares informaram que irão aguardar notícias sobre a localização de Cleonice Marques de Andrade para marcar o enterro do marido e dois filhos.

Últimas notícias