Caso Lázaro: mais um tiroteio é registrado em mata no Entorno do DF

Dezenas de policiais civis e militares, viaturas e três helicópteros estão mobilizados na operação

atualizado 17/06/2021 18:30

Hugo Barreto/Metrópoles

A força-tarefa que busca Lázaro Barbosa, 32 anos, suspeito de cometer uma chacina em Ceilândia, trocou tiros com o maníaco na tarde desta quinta-feira (17/6), em uma fazenda do município de Girassol (GO). Dezenas de policiais civis e militares, viaturas e três helicópteros estão mobilizados na operação. Não há informações sobre feridos.

Alguns policiais do grupo de elite desembarcaram das aeronaves e fazem um intenso patrulhamento pela vegetação. Militares do Corpo de Bombeiros também estão no local para atender eventuais feridos na ação.

De acordo com integrantes da coalizão, uma vela com o nome dele foi localizada na mata, o que reforça a suspeita de que Lázaro pratica rituais satânicos.

Testemunha

Ao Metrópoles o vigilante Alexandre Augusto disse ter ouvido os disparos e teve de se abrigar para não ser atingido. “Foi muito tiro. Todo mundo aqui ouviu. O helicóptero veio na hora.” Ele também afirmou que viu um homem – que Alexandre acredita ser o fugitivo. O possível flagrante teria ocorrido um pouco antes de Lázaro entrar em confronto com as forças policiais. “Eu estava dirigindo quando a menina que estava comigo viu alguém agachado e disse ‘é ele'”, contou.

Caçada

Lázaro Barbosa de Sousa, 32 anos, é procurado por mais de 200 policiais há nove dias. O nome dele veio à tona na última semana, por ser o principal suspeito de uma chacina no Incra 9, em Ceilândia. Lázaro, no entanto, tem sido julgado, condenado e procurado por diversos crimes, desde 2008.

Há 13 anos, ele foi condenado por duplo homicídio na Bahia, fugiu de pelo menos três presídios e espalhou terror por onde passou. Sozinho ou ao lado do irmão, morto há cinco anos, estuprou mulheres, queimou casas, feriu e matou pessoas.

Desde o assassinato de quatro pessoas de uma mesma família no DF, Lázaro também trocou tiros com um caseiro na região de Cocalzinho (GO) e feriu de raspão um policial militar de Goiás.

O Metrópoles reuniu uma cronologia de crimes e fugas do psicopata. Confira:

0

 

Últimas notícias