Deixe os tabus do lado de fora e pode entrar. Tudo sobre sexo, para você gozar a vida.

Um na frente e outro atrás: o guia definitivo da dupla penetração

Quer se aventurar com duas penetrações? A coluna Pouca Vergonha conversou com três especialistas e dá dicas para você gozar gostoso

atualizado 18/01/2020 11:27

Foto: Reprodução

Já dizia o Bonde do Tigrão em meados de 2000: “Entra e sai, entra e sai, na porta da frente e na porta de trás”. A dupla penetração é extremamente glamurizada nos filmes pornô. Contudo, nem todos as mulheres estão dispostas a tentar, já que envolve duas penetrações, anal e vaginal, e, se feita sem cuidado e da maneira errada, pode causar um certo desconforto, ou até dor. 

“Nem sempre a dupla penetração é feita da maneira certa, mas quando feita, pode gerar muito tesão para a mulher, para o(s) homem(s), para a outra mulher… Independente de como será feito, com pênis ou vibradores”, conta a sexóloga Giovanna Simões. Segundo ela, é uma questão de conversa entre os parceiros, tanto para incluir um terceiro elo ou um brinquedinho, quanto para ter segurança na hora de penetrar. “Não é algo fácil e deve ser feito com cautela”. 

A coluna Pouca Vergonha preparou um guia da DP, com todos os detalhes e posições perfeitas para todos os envolvidos terem prazer no ato. Confira: 

Primeiro de tudo: a preparação

Em geral, o ânus é mais complicado que a vagina. De pele fina e esticada, curtos, secos e ligeiramente curvados, os retos muitas vezes não toleram a fricção e a força de penetrações profundas e rápidas. Se sozinho já não é tarefa fácil, imagina com outra penetração. 

Mas, calma: nem tudo está perdido! “Primeiro, tem que relaxar. Não adianta, no começo pode doer um pouco, como qualquer nova situação. A primeira vez na vagina não doeu? Então, com dois paus [SIC] também vai um pouco”, afirma a atriz pornô Fernandinha Fernandez. “Depois melhora e fica uma delícia”, completa. 

Ela recomenda fazer uma chuca e não comer alimentos pesados também. “Nada de muito líquido antes nem comidas gordurosas ou bebidas gaseificadas. A pressão dentro fica grande e, se o estômago estiver muito cheio, pode causar um estrago”, frisa. 

Confiança é a alma do negócio

O palestrante e ator pornô Nego Catra contou, em entrevista ao Metrópoles, que deve haver uma confiança entre ambas as partes. “Se vai inserir uma terceira pessoa na relação tem que ter confiança, tem que ser alguém que saiba como tratar uma mulher e faça as coisas com carinho”. O mesmo vale para o vibrador: “Se não tiver cautela, pode machucar”. 

Segundo ele, é importante que todos estejam à vontade. “Os caras vão com muita sede ao pote e as mulheres, às vezes, têm medo. É normal, mas tem que ir aos poucos, deixar todos relaxados”. 

Preliminares são muito importantes

“Sem preliminares de qualidade não rola”, explica Fernandinha. Acostumada a fazer cenas de dupla penetração, ela conta que no pornô pode até ser diferente da vida real, mas o que não muda é o estímulo. “Se eu estiver sem tesão, não dá”. 

Já Nego Catra dá a dica: chupe sua mina. “Faz um oral bem gostoso, um 69, um beijo grego. Tem que deixar ela bem molhada para fazer”. 

Inclua brinquedinhos

O ator conta que uma boa forma de começar é utilizando um plug anal ou um anel peniano de pompoarismo. “Isso vai, além de estimular o ânus dela, acostumar a mulher a ter algo lá. Não dá pra chegar enfiando, tem que ter cuidado e carinho”. Fernandinha Fernandez também garante que começar com algo menor é melhor. “Vai abrindo, devagar, começando com pequenos estímulos. Logo, logo, você vai querer que o homem ou sua parceira coloque tudo para dentro”. 

A melhor posição

Se for feita com outras duas pessoas, as melhores posições para fazer a DP são de quatro, com um embaixo e outro em cima, ou frango assado, deitada em cima de uma pessoa, com a outra em pé penetrando na vagina. 

Deixe a mulher guiar

“Os homens precisam entender isso: a mulher tem que começar rebolando. Ela vai saber o movimento que está melhor, se está incomodando ou não”, conta Catra. O ator e palestrante afirma que, depois de algum tempo, se estiver bom para todos, pode começar a penetração mais forte. “Vai vendo o que ela gosta, se ela quer mais”. 

Outra dica é estimular o clitóris durante a transa. “É delicioso ter dois caras dentro de você, e melhor ainda quando eles se preocupam em continuar te deixando 100% excitada. Ache o ponto certo e, com calma, estimule ele”, complementa Fernandinha. 

Nada de pressa

“Não é uma posição ou um tipo de transa que você pode ir com muita força ou muito rápido de primeira. Tenha calma, aproveite o momento e dê prazer para a mulher, ela é o foco”, frisa Nego. “O importante é gozar gostoso”, finaliza. 

Últimas notícias