Dicas de exercícios e alimentação para viver uma vida saudável e sem neura

Fazer cardio antes da musculação ajuda a ganhar massa muscular?

Dar prioridade às atividades cardiorrespiratórias antes da musculação pode impulsionar os efeitos da hipertrofia

atualizado 13/12/2021 18:21

Treino de costasPexels

Uma dúvida recorrente entre quem malha é sobre a ordem mais adequada de fazer exercícios aeróbicos e musculação.

Recentemente, um estudo publicado no jornal científico Scientific Reports comprovou que dar prioridade às atividades cardiorrespiratórias antes da musculação pode impulsionar os efeitos da hipertrofia, ou seja, o ganho de massa muscular.

A pesquisa analisou os impactos moleculares de combinar um treino cardiovascular nas pernas com um treino de musculação dos membros superiores e concluiu que 20 minutos de pedalada intensa antes do exercício resistido altera o trabalho interno dos músculos, preparando as fibras e contribuindo para que elas fiquem mais tonificadas.

Conduzido pela Swedish School of Sport and Health Sciences, em Estocolmo, o estudo contou com a participação de oito homens fisicamente ativos nos testes. Os voluntários fizeram o treinamento dividido em duas etapas, começando com uma pedalada intensa de quatro minutos seguida por um intervalo de três minutos – sequência que foi repetida cinco vezes.

A ciência comprovou os benefícios de fazer cardio antes da musculação

Após um descanso rápido, eles foram para a segunda fase, composta por uma sequência de exercícios vigorosos para os braços e ombros. Em outra etapa, foi feita apenas a parte dois do treinamento, que não contava com o estímulo aeróbico, para analisar a diferença.

Em ambos os testes, foram recolhidas amostras de sangue e do tecido do tríceps dos voluntários. Observando pelo microscópio o material coletado, os cientistas encontraram proteínas e marcadores associados à resistência e ao aumento da massa muscular nos dois casos, porém, na análise do treinamento combinado, foram encontradas ainda mais proteínas e atividades genéticas relacionadas ao crescimento muscular.

Os cientistas concluíram, então, que após o treino combinado de cardio e musculação, os músculos dos voluntários se mostraram mais propensos a aumentar tanto em tamanho quanto em resistência, indicando que o exercício aeróbico intensificou os benefícios da hipertrofia.

“A descoberta mais fascinante foi de que alguns fatores bioquímicos despertados pelo esforço feito pelas pernas entraram na corrente sanguínea e influenciaram o processo de um grupo muscular completamente diferente, e de uma maneira que pareceu benéfica para o treino dos braços”, disse o professor Marcus Moberg, um dos cientistas à frente da pesquisa, ao The New York Times.

Por muito tempo, foi debatido na ciência como seria a melhor maneira de misturar o exercício aeróbico com a musculação. Porém, na maioria dos estudos que analisaram essa combinação, ambos os esforços eram feitos apenas pelos membros inferiores. Pensando em entender melhor essa questão, o professor Moberg propôs separar os diferentes estímulos para membro superior e inferior e observar se haveria um impacto positivo, o que se mostrou bastante interessante.

Quer ficar por dentro das novidades de astrologia, moda, beleza, bem-estar e receber as notícias direto no seu Telegram? Entre no canal do Metrópoles: https://t.me/metropolesastrologia

Mais lidas
Últimas notícias