Notícias, furos e bastidores de política e economia. Com Gustavo Zucchi

Sem Moro, Podemos avalia apoiar candidato único da 3ª via ao Planalto

Bancada da sigla no Congresso avalia que aproximação com candidato da terceira via é melhor caminho, mas quer aguarda definição do nome

atualizado 07/04/2022 17:25

Senador Alvaro Dis, líder do Podemos no SenadoMICHAEL MELO/METRÓPOLES

A bancada do Podemos no Senado se reuniu na noite de quarta-feira (6/4), em Brasília, para discutir a posição do partido na disputa presidencial, após a saída do ex-juiz Sergio Moro da legenda.

Nos bastidores, lideranças da sigla já admitem apoiar o candidato único da “terceira via” que emergirá das negociações entre União Brasil, PSDB e MDB. Antes de bater o martelo, porém, querem saber quem será o nome.

O que o Podemos já definiu é que, mesmo sem ter um nome próprio ao Palácio do Planalto, não apoiará nenhum dos dois candidatos considerados “extremistas”: Lula (PT) e Jair Bolsonaro (PL).

No partido, há ainda quem defenda que a direção da sigla libere seus filiados para apoiar quem quiserem na corrida presidencial ou até que lance o senador Eduardo Girão (Podemos-CE) como presidenciável.

Após a saída de Moro, o Podemos chegou a procurar o ex-ministro do STF Joaquim Barbosa e o ex-governador Eduardo Leite (PSDB) para tentar lançá-los ao Planalto pela sigla. Ambos, porém, recusaram.

Como mostrou à coluna, Sergio Moro deixou o Podemos e partiu para uma candidatura regional pelo União Brasil após pressão de senadores do Podemos para que ele transferisse seu título para São Paulo.

O temor dos parlamentares era de que o ex-ministro da Justiça decidisse se candidatar ao Senado pelo Paraná, o que atrapalharia a reeleição do líder da legenda na Casa, o senador Alvaro Dias.

Mais lidas
Últimas notícias