Notícias, furos e bastidores de política e economia. Com Gustavo Zucchi

Coronel que convocou para ato contra STF foi afastado, diz Doria

Lacerda convocou colegas para protesto que será realizado no dia 7 de setembro, em Brasília, e que promete atacar instituições da República

atualizado 23/08/2021 9:42

Bolsonaro e o coronel Aleksander LacerdaReprodução/Facebook

Após convocar “amigos” para uma manifestação contra instituições, a ser realizada no dia 7 de setembro, em Brasília, o coronel da ativa Aleksander Lacerda (foto em destaque com Jair Bolsonaro) foi afastado da Polícia Militar de São Paulo, nesta segunda-feira (23/8).

A informação foi passada à coluna pelo governador de São Paulo, João Doria (PSDB). “O coronel da PM Aleksander Lacerda acaba de ser afastado da Policia Militar de São Paulo, por indisciplina”, afirmou o tucano.

Conforme noticiou o jornal O Estado de S.Paulo nesta segunda-feira, Lacerda convocou colegas para protesto no qual bolsonaristas prometem atacar o Supremo Tribunal Federal (STF) e o Congresso Nacional.

Lacerda era chefe do Comando de Policiamento do Interior de São Paulo. Como tal, tinha sob suas ordens sete batalhões da PM paulista, com tropa total de cerca de 5 mil homens.

O coronel fez diversas manifestações em conta no Facebook. Ele já chamou o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM), de covarde e afirmou que Doria é uma “cepa indiana”.

A conta no Facebook era aberta e as postagens de Lacerda, públicas. No entanto, após a Secretaria de Segurança do Estado de São Paulo ser procurada para comentar o caso, o coronel fechou a conta.

Últimas notícias
Mais lidas