Com Bruna Lima, Edoardo Ghirotto, Eduardo Barretto e Lucas Marchesini

PTB vai à Justiça para questionar Anvisa sobre a vacinação infantil

Partido entrou com ação pedindo informações à Anvisa com o objetivo de impedir o governo João Doria de aplicar restrições aos não vacinados

atualizado 10/01/2022 16:02

Fábio Vieira/Metrópoles

O diretório do PTB em São Paulo moveu uma ação na Justiça pedindo que a Anvisa forneça mais informações sobre o processo regulatório que autorizou a vacinação contra Covid-19 em crianças de 5 a 11 anos. O partido quer usar as informações para impedir o governo João Doria de aplicar restrições aos que não forem vacinados.

A ação foi movida após o secretário de Educação, Rossieli Soares, afirmar que as escolas estaduais de São Paulo irão pedir a carteira de vacinação contra a Covid-19 para os alunos, mas que o governo não vetará a entrada nas aulas de quem não tiver o documento.

O processo foi movido pelos advogados Luciana Maria Monteiro de Lima e Igor Morais Vasconcelos, do escritório LML Advogados, em nome do empresário bolsonarista Otávio Fakhoury, que preside o diretório paulista do PTB. Em seu depoimento à CPI da Pandemia, em setembro do ano passado, Fakhoury disse que não havia se vacinado contra a Covid-19.

Segundo uma pesquisa feita pelo governo Doria, a vacinação infantil contra a Covid-19 é aprovada por 84% dos pais e mães do estado de São Paulo. A adesão à campanha de imunização chega a 91% entre os pais e mães que têm filhos matriculados na rede pública de ensino.

Já leu todas as notas e reportagens da coluna hoje? Clique aqui.

Siga a coluna no Twitter e no Instagram para não perder nada.

Mais lidas
Siga as redes do Guilherme Amado
Últimas da coluna