Com Bruna Lima, Edoardo Ghirotto, Eduardo Barretto e Lucas Marchesini

Dois meses após o fim da CPI, Fakhoury amplia influência na política

Alvo do STF e do relatório final da CPI da Pandemia, Otávio Fakhoury tem articulado em nome do PTB com políticos do campo bolsonarista

atualizado 08/01/2022 19:48

Otávio Fakhoury depõe à CPILeopoldo Silva/Agência Senado

O empresário Otávio Fakhoury tem circulado com desenvoltura nos bastidores da política. A influência de Fakhoury em Brasília cresceu dois meses após o encerramento da CPI da Pandemia, que pediu o indiciamento do empresário por incitação ao crime. Ele também é investigado em dois inquéritos no STF, o das fake news e o dos atos antidemocráticos.

Fakhoury foi nomeado vice-presidente nacional do PTB na Região Sudeste e chefia o diretório de São Paulo da sigla. Recentemente, o empresário foi visto em uma churrascaria de Brasília reunido com diversos políticos influentes no campo bolsonarista, como o deputado Helio Negão e o ex-senador Magno Malta.

O empresário tem dito que as conversas são parte das funções que lhe cabem como dirigente nacional do PTB. No fim do ano passado, Fakhoury procurou o ex-deputado Nelson Marquezelli para pedir conselhos sobre a atuação política. Marquezelli exerceu sete mandatos na Câmara e foi um dos homens fortes do PTB por décadas.

Espera-se que o PTB integre o grupo de sustentação da candidatura de Jair Bolsonaro à reeleição. Em São Paulo, no entanto, a sigla poderá rachar o eleitorado bolsonarista caso lance o ex-ministro da Educação Abraham Weintraub na disputa pelo governo estadual. Bolsonaro indicou que apoiará o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, que deve se filiar ao PL.

Já leu todas as notas e reportagens da coluna hoje? Clique aqui.

Siga a coluna no Twitter e no Instagram para não perder nada.

Mais lidas
Siga as redes do Guilherme Amado
Últimas da coluna