Este é um espaço para celebrar a vida e as pessoas. Viaje comigo nesta aventura!

Médica de Caio Castro, Luciana Passoni ensina como cuidar melhor do cabelo

Os conselhos preciosos te ajudarão a ter madeixas saudáveis. Especialista em tricologia, Luciana atende várias celebridades

atualizado 26/10/2020 11:47

Luciana Passoni, Thammy Miranda, Cristiana Oliveira e Caio Castro@dralupassoni/Reprodução/Instagram

Passar o pente e, em seguida, ver que muitos fios caíram. Ou, então, perceber o surgimento das entradas na parte superior da cabeça. Há, ainda, quem se queixe da textura ressecada das madeixas. Essas são algumas situações ouvidas pela dermatologista Luciana Passoni. Especialista em distúrbios relacionados ao couro cabeludo e cabelo, a médica com 12 anos de carreira possui a agenda badalada por famosos, como Thammy Miranda, Caio Castro, Cristiana Oliveira, Rosana Jatobá e Carlos Casagrande.

Queridinha de uma lista extensa de celebridades, Luciana atende na Human Clinic e no Hospital Sírio Libanês, ambos em São Paulo. Nas consultas, os relatos mais comuns são queda dos fios, afinamento, perda do brilho, elasticidade, diminuição do volume do famoso rabo de cavalo e maior aparecimento do couro cabeludo. Para descobrir o diagnóstico e propor a terapêutica ideal, a médica aplica tricologia, em outras palavras, o estudo do cabelo, conforme explica em entrevista à coluna Claudia Meireles.

Segundo a dermatologista, a tricologia é a área clínica que estuda desde os folículos pilosos situados na derme (uma das camadas da pele) até a própria haste capilar, no caso, o fio. Perguntada sobre hábitos comuns que atrapalham a saúde das madeixas, Luciana elencou dormir com o cabelo molhado, prender com muita tração, fazer progressivas, usar com frequência chapinha e babyliss e descolorir em excesso, principalmente fios finos. “Todas essas atividades causam danos ao fio e ao folículo piloso”.

Caio Castro e Luciana Passoni_1
O ator transita no consultório da especialista em tricologia
Rosana Jatobá e Luciana Passoni
A jornalista Rosana Jatobá também cuida dos fios com a médica

De acordo com Luciana, ao notar qualquer problema no couro cabeludo e nos fios, como queda e afinamento, é preciso procurar um profissional especializado em tricologia. Infecções bacteriana e fúngica precisam de tratamento e, na consulta, a dermatologista orienta qual terapêutica será utilizada. Antibióticos, xampus, loções e laserterapia estão entre as metodologias. “No meu consultório, as técnicas mais requisitadas são laser para estimular o nascimento de novos fios, introdução de medicamentos em couro cabeludo e terapia regenerativa”, argumenta.

Procedimentos

Conhecida como alopecia androgenética, a calvície está mais associada aos homens. É uma das principais causas de perda de cabelo entre o público masculino devido a fatores hereditários, mas isso não quer dizer que não acometa mulheres. Quando atende pacientes com a condição, a médica tende a utilizar o laser Erbium (aplicação indolor e rápida), antes de fazer a infusão de medicamentos no couro cabeludo.

“O laser irá proporcionar a ampliação de canais de abertura para a entrada de medicamentos e potencializar os fatores de crescimento. Tudo isso causa redensificação e aumento da quantidade dos fios”, esclarece a médica. Nas situações de queda, Luciana analisa o melhor procedimento entre o laser de baixa potência, mesoterapia, boné de luz vermelha e laser fracionado não ablativo: “Todos os métodos diminuem a queda e aumentam o nascimento de novos fios”.

Thammy Miranda e Luciana Passoni
Thammy Miranda e a dermatologista Luciana Passoni

Em relação à quebra das madeixas, Luciana recomenda o spa capilar de acordo com cada problema encontrado. A técnica trata os fios com óleos essenciais, aminoácidos, ozônio, vapor e massagens. Geralmente, a terapêutica vai de três a 10 sessões. Dados da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), 40% de toda a população mundial já teve caspa ou apresenta o problema uma vez por ano. A médica costuma receber casos da condição capilar.

“Há pessoas que têm a descamação pontual do couro cabeludo causada por estresse ou infecções. Também existe a descamação crônica, como no caso de dermatite seborreia”, descreve Luciana a respeito da caspa. Tanto na forma aguda quanto na crônica as “casquinhas brancas” podem ser tratadas por meio de xampus e loções. Nas ocasiões mais agressivas, a especialista faz uso da pulsoterapia, procedimento que consiste na administração de elevadas doses de medicamentos em um curto período de tempo.

Carlos Casagrande e Luciana Passoni
O ator Carlos Casagrande também costuma requisitar a expertise da médica
Conselhos

À coluna, Luciana Passoni compartilhou as dicas valiosas que dá aos pacientes sobre como cuidar das madeixas com o objetivo de deixá-las saudáveis e longe de problemas capilares:

1 – Aplicar protetor térmico antes da exposição ao sol e do uso de secador, chapinha e babyliss;
2 – Xampu específico para o couro cabeludo e aos fios. “Não são iguais”, ressalta a dermatologista.
3 – Condicionador e máscaras específicas para cada tipo de couro cabeludo;
4 – Fazer o teste de mechas antes de colorir o cabelo, principalmente, se o tom for loiro. A medida ajuda a verificar se o fio suporta a coloração agressiva;
5 – Óleos essenciais para tratar a porosidade e elasticidade.

Luciana Passoni e Jhenny
A dermatologista com a ring girl do UFC Jhenny
Luciana Passoni e Cristiana Oliveira
Luciana tratou a alopecia da atriz Cristiana Oliveira
Sobre a especialista

Com 12 anos de profissão, Luciana Passoni faz transplante capilar no Hospital Sírio Libanês. A médica formou-se na Faculdade de Medicina de Catanduva (Famece), em 2008. Nos dois anos seguintes, optou por especializar-se em clínica médica na Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto (Famerp). De 2011 a 2013, qualificou-se em dermatologia clínica cirúrgica e estética.

Na Universidade de Miami, nos Estados Unidos, a expert participou de treinamento em doenças de cabelo e do couro cabeludo com a médica Antonella Tosti, profissional renomada mundialmente. Luciana fez fellow em transplante capilar no Vale do Silício, também nos EUA.

Luciana Passoni
A dermatologista é especialista em tricologia

Para saber mais, siga o perfil da coluna no Instagram.

Últimas notícias