Este é um espaço para celebrar a vida e as pessoas. Viaje comigo nesta aventura!

Harry e Meghan têm interesse de retornar à realeza, diz especialista

Os duques de Sussex estão interessados em retornar à vida real em breve, conforme contou um autor. Harry e Meghan saíram da realeza em 2020

atualizado 02/03/2022 13:08

Meghan Markle e príncipe Harry Karwai Tang/WireImage/Getty Images

Em março de 2020, o príncipe Harry e Meghan Markle deixaram o Reino Unido em busca de independência financeira na América do Norte. Primeiro, eles se instalaram no Canadá e, depois, mudaram para os Estados Unidos, onde moram atualmente. De acordo com o autor de livros sobre os integrantes da realeza Tom Quinn, os duques de Sussex estão interessados em retornar à vida real em breve.

Em entrevista ao podcast To Di For Daily, Quinn revelou detalhes do plano dos duques de Sussex para voltarem a integrar o núcleo sênior da Coroa britânica: “Um ponto interessante que uma fonte me contou é sobre a realeza de meio período que eles realmente querem ser”. Segundo o autor, Meghan e Harry almejam passar seis meses como membros trabalhadores da realeza e seis meses nos EUA para continuar os projetos particulares.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
Publicidade do parceiro Metrópoles 2
Publicidade do parceiro Metrópoles 3
Publicidade do parceiro Metrópoles 4
0

Conforme confidenciou Tom Quinn, a monarca britânica barrou o plano dos duques de Sussex, à época em que ainda eram membros da família real: “Isso foi algo que a rainha Elizabeth disse absolutamente que não poderia acontecer, mas acho que Meghan e Harry esperam que Charles, o pai de Harry, afinal, possa ter um perfil mais modernizador e diga a eles: ‘Ok, se você quer ser realeza de meio período, tudo bem’”.

“Eu não acho que Harry e Meghan realmente querem passar o tempo todo nos Estados Unidos e não fazer parte da família real. Eles simplesmente não querem fazer isso o tempo todo”, garantiu Tom Quinn, escritor de livros sobre a princesa Margaret, os duques de Sussex e a rainha-mãe, Elizabeth Bowes-Lyon. Na avaliação do expert, o casal almeja encontrar o próprio “papel” dentro da monarquia britânica.

Príncipe Harry e Meghan Markle
Último compromisso de Harry e Meghan na realeza, em março de 2020

No podcast, Quinn enfatizou o fato de que o príncipe Harry não tem a intenção de destruir a realeza. “Ele realmente não tem um papel na família real por ser o sobressalente e não o herdeiro, mas ainda há muitas aberturas de hospitais, reuniões para ir e apoiar instituições de caridade. Harry poderia ter essa função limitada; entretanto, na Califórnia, o que ele pode fazer?”, sugeriu o autor.

Para Tom Quinn, Harry optou por renunciar à vida como membro da família real a fim de fazer a esposa feliz. Desde a renúncia, o príncipe visitou os parentes no Reino Unido em duas ocasiões. A primeira vez ocorreu no funeral do avô paterno, Philip, em abril. A segunda, em julho, para inaugurar uma estátua da falecida mãe, a princesa Diana. Ao contrário do marido, Meghan Markle não pisou na terra da rainha até então.

Príncipe Harry e estátua da princesa Diana
Príncipe Harry e estátua da princesa Diana, lançada em julho

Para saber mais, siga o perfil da coluna no Instagram.

Mais lidas
Últimas notícias