Este é um espaço para celebrar a vida e as pessoas. Viaje comigo nesta aventura!

Dermatologista lista erros comuns na hora de cuidar da pele à noite

Caso tenha preguiça de cuidar da derme durante à noite, Luciana Garbelini deu explicações que te farão mudar de ideia em um estalar de dedos

atualizado 13/06/2022 21:40

A dermatologista Luciana Garbellini@dra.lucianagarbelini/Instagram/Reprodução

Quem nunca chegou em casa cansada da correria, da labuta ou de alguma festa e, por estar sem forças, optou por ficar sem tirar a maquiagem ou limpar a pele das impurezas do dia a dia? Acredita-se que o sim é unanimidade, afinal quem nunca dormiu com a derme suja que atire a primeira pedra. Algumas pessoas podem cometer o “crime” uma vez na vida, enquanto outras o fazem com frequência para o delírio dos dermatologistas, que batem na tecla a respeito de higienizar a cútis correta e diariamente, em especial, à noite.

Em busca de conselhos de mestre, a Coluna Claudia Meireles entrevistou a dermatologista Luciana Garbelini. Especialista em fios de PDO e injetáveis, a médica atende em uma clínica homônima, localizada em São Paulo. De acordo com a profissional, a rotina de skincare noturna tem a função de reparar a pele e, quando desprezada, surgem os sinais de envelhecimento precoce, sem contar que a região fica com o aspecto de desidratada. Caso tenha preguiça de cuidar da derme durante à noite, a expert deu explicações que te farão mudar de ideia em um estalar de dedos.

Foto colorida. Mulher limpando a pele
A dermatologista orienta limpar a pele diariamente

Segundo Luciana, a rotina diurna de cuidados deve proteger a derme contra a radiação solar, sujeira e poluição, já o skincare noturno trata a cútis. “À noite, as aplicações de produtos visam resolver os problemas da pele antes do início do processo regenerativo do sono”, sustenta. A especialista lembra que “usar a fórmula certa na hora adequada ajuda a maximizar os resultados de cada produto”. Aprender a utilizar as substâncias potencializa os efeitos, conforme salienta a médica: “Proporciona os melhores resultados”.

A dermatologista elucida que o fluxo sanguíneo da pele aumenta durante o sono. No período, o órgão reconstrói o colágeno e repara os danos causados pela exposição aos raios UV, reduzindo as rugas e as manchas resultantes da idade. “Enquanto dormimos, nossa pele entra em modo de recuperação e é um momento importante de reparo e regeneração”, enfatiza a profissional, pós-graduada em cosmiatria e estética pelo Instituto Superior de Medicina.

Mulher negra, sorridente, com um tapa olhos de estampa de abelhas na testa
Dormir faz bem para a saúde da pele

Membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), Luciana frisa que há razões pelas quais a maioria dos produtos antienvelhecimento é recomendada que a aplicação possa ser feita à noite. Uma delas não ter exposição ao sol. “O processo de renovação noturna acontece quando se obtém o máximo de benefícios dos ingredientes anti-idade”, argumenta a expert em cuidados com a cútis.

Passo a passo

“Como a pele se repara naturalmente à noite, a rotina noturna deve tratar e dar a ela o que precisa. Se estiver sem brilho, esfolie. Se tiver irritada, hidrate e proteja”, orienta a dermatologista. Luciana recomenda primeiramente limpar bem a região. Depois, é a vez de passar um tônico a fim de preparar a cútis para a etapa da hidratação e nutrição. Como passo seguinte, a expert indica aplicar um creme na região próxima aos olhos.

Sabonete - pele - skincare
A expert indica aplicar um creme na região próxima aos olhos

Nada de desconsiderar o uso das fórmulas voltadas para a área ao redor dos olhos, o produto ameniza as ruguinhas e as olheiras. “Também podem servir para proteger a região, considerada mais delicada”, esclarece a médica. Finalizando a rotina de skincare, Luciana aconselha aplicar em toda a face um hidratante ou creme noturno específico ao tipo de pele, por exemplo, oleosa, seca, mista ou acneica.

Demaquilante

Tem dúvidas sobre qual produto adquirir para tirar corretamente a maquiagem à noite: demaquilante, lenço umedecido ou água micelar? A médica alega que “depende do tipo e quantidade” de itens. Quando bifásico, o primeiro é indicado para makes com versão à prova d’água e fórmulas desenvolvidas com o intuito de ficarem por um tempo prolongado na cútis.

mulher jovem limpando o rosto com uma toalha
Luciana explicou a respeito do uso do demaquilante, lenço umedecido e da água micelar

Já a água micelar pode resolver a remoção da maquiagem básica do dia a dia, sem contar que minimiza a chance de irritação da derme. Como exemplo, Luciana afirma que os lenços demaquilantes ajudam a retirar um batom escuro.

“Há dois tipos de lenços umedecidos: os demaquilantes e aqueles idealizados para peles sensíveis. Esses não foram feitos para tirar a maquiagem e não farão a higienização de maneira eficiente”, pondera a profissional.

Erros

Enquadram-se como erros mais comuns na hora de cuidar da pele à noite, não remover a maquiagem nem hidratar a área corretamente. A médica lembra que peles oleosas também precisam de nutrição com produtos específicos indicados pelo dermatologista. Outro problema que prejudica a derme resulta de não dormir o tempo suficiente. Para quem gosta de tomar banho em água “pelando”, a expert defende que a prática requer cuidados.

“O ideal é diminuir um pouco a temperatura da água e não prolongar muito o banho. Entretanto, o fundamental está em sempre hidratar a pele depois”, avisa Luciana.

Sabonete - pele - skincare
Expert salienta que a limpeza da pele é essencial
Minimizar

Como forma de “amenizar os crimes” praticados contra a cútis, a dermatologista aconselha procurar um especialista a fim dele indicar os produtos mais adequados. “Cada pele precisa de cuidados específicos e de avaliação”, considera. Segundo a especialista, os sinais do envelhecimento começam aparecer por volta dos 30 anos ou antes, por isso, os tratamentos devem ser iniciados durante essa faixa etária.

Luciana Garbelini reforça que uma boa noite de sono é um santo remédio para manter a pele radiante. O mesmo vale para a ingestão de líquidos saudáveis. Beber água, chá e suco contribui à beleza da cútis. Mais uma tática com a finalidade de ajudar a derme são as compressas geladas, no caso, por terem efeito calmante e aliviarem o inchaço. Entretanto, a prática requer cautela.

“As compressas geladas causam uma contração dos vasos sanguíneos. Também podem ajudar a clarear olheiras, diminuir a vermelhidão e o inchaço de espinhas. Mas não é todo tipo de pele que aceita bem o processo. As mais sensíveis, com rosácea ou acne grave, por exemplo, podem acabar em um quadro pior. Dessa forma, pergunte sempre ao seu dermatologista”, conclui a especialista, pós-graduada em cosmiatria e estética.

Foto colorida. Luciana Garbelini
A dermatologista Luciana Garbelini

Para saber mais, siga o perfil da coluna no Instagram.

Mais lidas
Últimas notícias