Covid-19 mostra o quanto hábitos saudáveis são essenciais

Existem várias doenças mais impactantes do que as virais, caso de diabetes, dislipidemias e hipertensão

Imagem ilustra hábitos de vida saudáveispenguin_pie/istock

atualizado 26/03/2020 11:21

Nem todos têm bons hábitos de higiene. Com a chegada do novo coronavírus, vimo-nos preocupados e praticamente obrigados a adotar algumas rotinas que, muitas vezes, passavam despercebidas, como lavar as mãos, usar álcool em gel na rua e evitar locais com aglomeração, pois aumentam o risco de contrair infecções virais.

Quero fazer uma analogia e, ao mesmo tempo, um alerta! Existem várias doenças mais mortais e impactantes do que as infecções virais, caso das consideradas não transmissíveis, como diabetes, dislipidemias e hipertensão.

O diabetes, por exemplo, mata mais de 390 mil americanos por ano, fora as hospitalizações e complicações advindas da doença. No Brasil, 388,7 pessoas morrem todos os dias em decorrência da hipertensão, segundo dados do Ministério da Saúde.

Essas doenças se encaixam na mesma ideia de prevenção do coronavírus: adotar os cuidados adequados, mesmo antes de perceber os sintomas.

Avaliar seu estilo de vida é fundamental. Excesso de bebida alcoólica, cigarro, noites mal dormidas e sedentarismo não fazem bem à saúde de ninguém.

É indispensável fazer exercícios, ter uma boa alimentação e manter o repouso adequado. Esses são grandes aliados na prevenção dessas enfermidades. Não espere ficar doente para começar a cuidar da saúde. Você pode não ter tempo.

Infelizmente, as pessoas só se preocupam quando estão na iminência de adoecer. Com a pandemia da Covid-19, todo mundo quer fortalecer o sistema imunológico. É raro encontrar própolis, ômega 3 e, muito menos, o álcool em gel nas prateleiras das farmácias.

Comece a cuidar do seu organismo de verdade. Doenças metabólicas são graves e podem te matar tanto quanto um vírus.

Últimas notícias