*
 
 

Com resultado considerado surpreendente na corrida ao Governo do Distrito Federal, o general Paulo Chagas (PRP) afirmou ao Metrópoles, nesta segunda-feira (8/10), que seus planos no segundo turno se restringem a eleger o aliado Jair Bolsonaro (PSL) para o Palácio do Planalto.

“Meu único objetivo é eleger o capitão Bolsonaro com mais de 70% dos votos válidos dos brasileiros no dia 28”, declarou o general, que obteve 110.973 indicações de eleitores no primeiro turno, o que lhe garantiu a quarta posição entre os buritizáveis.

Quando o assunto é o segundo turno no Distrito Federal, a disposição do militar da reserva não é a mesma. “As questões locais deixarei a cargo da direção do meu partido. Mas adianto que meu posicionamento pessoal, a minha decisão, é de não apoiar nenhum dos dois candidatos: nem Rollemberg (PSB) nem Ibaneis (MDB)”, cravou.

Mesmo que o PRP decida por um dos dois candidatos, o general assegurou que ficará neutro.



 


rollembergeleições 2018Paulo ChagasCorrida ao Palácio do BuritiIbaneis2º Turno