Paulo Fona assume em 1º de agosto Secretaria de Imprensa de Bolsonaro

Ex-chefe de Comunicação do GDF nos governos de Joaquim Roriz e Rollemberg, o jornalista dará expediente no Palácio do Planalto

atualizado 25/07/2019 13:52

Dênio Simões/Agência Brasília

Ex-chefe de Comunicação do GDF nos governos de Joaquim Roriz e de Rodrigo Rollemberg, Paulo Fona agora dará expediente no Palácio do Planalto. Ele será secretário de Imprensa da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República.

Nesta quinta-feira (25/07/2019), o jornalista confirmou ao Metrópoles que integrará a equipe de comunicação de Jair Bolsonaro (PSL) a partir de 1º de agosto. “Fui convidado e aceitei”, resumiu, em rápida conversa.

Fona foi o escolhido entre os nomes apresentados ao ministro-chefe da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos, o secretário de Comunicação, Fábio Wajngarten, e o porta-voz do Planalto, general Otávio Rêgo Barros. A escolha foi relevada pela coluna Radar, da revista Veja.

Segundo o Palácio do Planalto, Fona terá “o papel primordial de gerir o relacionamento do presidente com a imprensa brasileira e estrangeira”, como agendar entrevistas e acompanhá-lo em eventos.

Com a derrota de Rollemberg nas urnas no ano passado, Fona foi nomeado assessor parlamentar júnior na liderança do PSB no Senado, onde recebia R$ 9,3 mil. No mesmo local, o ex-governador socialista dá expediente.

Fona, entre 2007 e 2009,  foi secretário de Comunicação e porta-voz do governo do Rio Grande do Sul, durante o mandato de Yeda Crusius (PSDB).

O jornalista passou pelas redações do Jornal do Brasil, do Correio Braziliense e do Estado de S. Paulo, onde assumiu cargos como editor, diretor de redação e colunista.

Últimas notícias