Vídeo: PMs são afastados ao xingar e bater em mulher com bebê no RN

Governadora Fátima Bezerra (PT) chamou caso de "cena abominável que agride não só a nós, mulheres, mas à sociedade"

atualizado 16/07/2021 16:30

violencia contra a mulher no rnReprodução

Depois de viralizar nas redes sociais, uma denúncia de violência policial contra mulher, no interior do Rio Grande do Norte, ganhou destaque e resultou no afastamento de dois militares e na abertura de investigação para apurar o caso.

O vídeo, que começou a circular em aplicativos de mensagens e em redes como Facebook e Instagram, registra uma abordagem policial, em resposta a ocorrência de violência doméstica, em Santo Antônio, no Agreste potiguar.

As imagens mostram dois policiais militares prendendo um homem; em seguida, uma mulher, que seria a companheira do preso e que estava com um bebê no colo, diz que “não precisa bater nele”, referindo-se ao acusado. Quando a vítima se aproxima dos militares, é xingada repetidas vezes de “cachorra” e agredida com tapas por um dos PMs, enquanto o outro arranca o bebê dos braços dela e o entrega a outra pessoa. A mulher chega a cair no chão, ao apanhar do policial.

As imagens são impactantes:

Punições aos PMs

Após ser cobrada nas redes – inclusive por aliados, como a ex-candidata a vice-presidente Manuela D’Ávila (PCdoB-RS) –, a governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT), posicionou-se, em uma série de postagens, na tarde desta sexta-feira (16/7).

“Assim que tomei conhecimento do episódio lamentável que ocorreu ontem em Santo Antônio, liguei para o secretário de Segurança Pública, para o comandante da PM e para a delegada-geral, doutora Ana Cláudia, e determinei que fossem tomadas as providências imediatas para apuração e punição dos responsáveis”, escreveu ela.

“Essas medidas já foram adotadas, com o afastamento dos policiais e as respectivas condutas, que serão apuradas com o direito de defesa, como determina a lei”, continuou ela, que chamou o caso de “cena abominável que agride não só a nós, mulheres, mas a uma sociedade atenta a um contexto que, infelizmente, continua a nos horrorizar e a nos indignar”, concluiu Fátima Bezerra.

Veja as postagens da governadora petista do RN:

Últimas notícias