Por vacina, motoristas do transporte paralisam atividades em Goiânia

Eixo Anhanguera, responsável por 35% do transporte público da região metropolitana, amanheceu paralisado. Saúde anuncia discussão do assunto

atualizado 09/04/2021 11:48

motoristas de ônibus em goiânia decidem paralisar atividades e reivindicam por vacinação da categoriaVinícius Schmidt/Metrópoles

Goiânia – Parte dos motoristas que atuam no transporte público de Goiânia e região paralisaram as atividades nesta sexta-feira (9/4). Eles alegam que trabalham diariamente em ônibus lotados e, até então, não receberam nenhuma sinalização sobre a possibilidade de vacinação da categoria.

O Eixo Anhanguera, principal elemento do transporte da região metropolitana de Goiânia, responsável por interligar as cidades próximas à capital, amanheceu paralisado. Cerca de 150 motoristas, segundo a Polícia Militar, estavam concentrados na madrugada, na porta da Metrobus, empresa responsável pela operação do Eixo.

A decisão de paralisação foi acertada em assembleia do Sindicato Intermunicipal dos Trabalhadores no Transporte Coletivo Urbano de Goiânia (Sindicoletivo), realizada no sábado (3/4). Até então, já tinham sido registrados, entre os motoristas do transporte, 270 casos de contaminação por Covid-19 e 16 mortes.

Nesta sexta-feira, na porta da Metrobus, motoristas seguravam faixas com a frase: “Vacina JÁ!”. Sem decisão de inclusão da categoria nos grupos prioritários do plano de vacinação, até o momento, o grupo diz que foi “abandonado à própria sorte”.

35% da rede de transporte

A Rede Metropolitana de Transporte Coletivo (RMTC) informou que as demais linhas e terminais do transporte público de Goiânia seguem funcionando normalmente. O Eixo Anhanguera foi o único atingido pela paralisação, mas ele representa, sozinho, 35% do total da rede de transporte.

O Eixo opera em corredor exclusivo, com 19 estações de embarque e desembarque ao longo de 13,5 Km de extensão. É a linha de maior carregamento do sistema de transporte da região metropolitana. Ela transporta, em dias úteis, uma média de 200 mil pessoas.

0
Saúde vai fazer debate sobre vacinação de motoristas

Em nota, a Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SESGO) informou a vacinação dos motoristas do transporte público da região metropolitana de Goiânia será pautada na próxima reunião do Centro de Operações de Emergências (COE) em Saúde Pública, marcada para a quarta-feira (14/4).

“De acordo com o Plano Nacional de Imunização (PNI) do Ministério da Saúde, os trabalhadores do transporte coletivo rodoviário de passageiros integram a lista de grupos prioritário para a vacinação, mas ainda não foram contemplados para receberem as doses da vacina nesta etapa que está em andamento. Dessa forma, com o recebimento de mais imunizantes, o Estado de Goiás avançará, gradativamente, na imunização dos públicos definidos pelo governo federal”, diz o texto da nota.

Últimas notícias