Comitê de imprensa da Câmara é desmontado após 60 anos

O espaço, que funcionava para o trabalho dos jornalistas, agora abrigará o gabinete do presidente da Casa

atualizado 12/02/2021 19:43

Comitê de imprensa da CâmaraIgo Estrela/Metrópoles

Teve início nesta sexta-feira (12/2) a retirada de todo o mobiliário do comitê de imprensa da Câmara dos Deputados, que, por decisão do novo presidente da Casa, Arthur Lira (PP-AL), não mais funcionará no espaço localizado ao lado do Plenário Ulysses Guimarães, onde ocorrem as principais votações e e debates entre os parlamentares.

De acordo com a decisão, Lira transformará o local no gabinete da presidência da Casa, espaço que ocupará pelo menos pelos próximos dois anos.

Projetado em 1958 por Oscar Niemeyer, o Palácio do Congresso Nacional é tombado individualmente pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). O comitê de imprensa está no mesmo local desde a década de 60.

Inicialmente, a intenção de Lira era transferir os jornalistas que diariamente trabalham no local para um espaço no subsolo da Câmara. Depois, em conversas com os profissionais, ele ofereceu novas acomodações para abrigá-los.

Com a mudança, no entanto, os jornalistas perdem o acesso direto ao Plenário da Casa e o presidente não precisará atravessar todo Salão Verde, espaço tradicionais de entrevistas, para chegar às votações.

O comitê de imprensa funciona no local desde a década de 60. O local tem 288 metros quadrados ocupados com 54 mesas de trabalho e cabines para gravações de áudio.

0

Os profissionais da imprensa terão que ficar agora em uma sala provisória, com cerca de 100 metros quadrados, onde serão instaladas 40 mesas menores.

A decisão de realocar o comitê provocou a reação de deputados tanto de partidos de esquerda, quanto de direita, que tentaram, em Plenário, convencer o novo presidente a desistir da ideia.

Em manifestações divulgadas ao longo da semana, a Associação Nacional de Jornais (ANJ) e a Federação Nacional de Jornalistas (Fenaj) também criticaram a medida.

Desinfecção

Também nesta sexta, as instalações da Câmara passaram por um processo de limpeza e desinfecção para a volta dos trabalhos pelo sistema híbrido. As votações e discussões de matérias, inclusive nas comissões, vão ocorrer de forma remota e presencial.

0

Últimas notícias