Bolsonaro aposta no patriotismo no seu primeiro 7 de Setembro

Presidente vê o desfile, para o qual chamou todos a usarem verde e amarelo, e à noite vai para São Paulo, onde passará por nova cirurgia

Carolina Antunes/PRCarolina Antunes/PR

atualizado 07/09/2019 10:04

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) chega ao seu primeiro 7 de Setembro como inquilino do Palácio da Planalto em um momento em que vê sua popularidade em baixa, segundo das pesquisas mais recentes, mas ainda apostando no patriotismo daqueles que continuam fiéis à cartilha do “mito”. Certo de que a data que comemora a independência do Brasil é cheia de simbologias, o presidente utilizará a parada militar para exaltar o orgulho de ser brasileiro.

Bolsonaro chegou ao ponto de emular o ex-presidente Fernando Collor ao pedir que o brasileiro patriota vista verde e amarelo neste sábado (07/09/2019), “para mostrar que a Amazônia é nossa“. Nas hostes bolsonaristas, o receio é que, pelo Brasil, o preto tome conta das ruas. Exatamente como aconteceu com Collor em 1992.

No Twitter, a União Nacional dos Estudantes (UNE) convocou protestos para este 7 de Setembro e pediu a presença dos “caras pintadas”. A entidade organiza manifestações durante o desfile e sugeriu o uso de roupas pretas. É esperar para ver no que dará esse “cabo de guerra” entre cores.

A agenda do presidente neste sábado (07/09/2019) será inteiramente dedicada ao desfile de 7 de Setembro, que deve durar cerca de duas horas. Às 9h, ele chegará à tribuna na qual assistirá à parada, na Esplanada dos Ministérios. Estará acompanhado de convidados como o apresentador de TV e dono do SBT, Silvio Santos, do pastor da Igreja Universal do Reino de Deus, bispo Edir Macedo, e do empresário Luciano Hang, proprietário da rede de lojas Havan.

E o governo não poupou esforços – nem dinheiro – para promover um grande evento verde e amarelo.  A estrutura montada na Esplanada dos Ministérios está preparada para receber de 25 mil a 30 mil pessoas.

Aos cofres públicos, o desfile custará R$ 971,5 mil, 15% a mais em relação ao realizado em 2018. A Presidência da República justificou esse aumento de valor com a maior quantidade de telões, banheiros químicos e acessos para portadores de necessidades especiais.

Cirurgia
Depois de participar do desfile de 7 de Setembro, o presidente embarcará à tarde para a capital paulista e passará a noite no hospital, onde será submetido a um procedimento cirúrgico para a retirada de uma hérnia, neste domingo (08/09/2019).

Bolsonaro já está em dieta líquida desde essa sexta-feira (06/09/2019), como preparação para a cirurgia. Será a quarta intervenção cirúrgica pela qual ele passará em decorrência do atentado a faca que sofreu no dia 6 de setembro do ano passado, em Juiz de Fora (MG).

Ou seja: o primeiro 7 de Setembro de Bolsonaro como presidente ocorre um ano e um dia depois do atentado. E ele já considera a data de 6 de setembro como seu segundo aniversário.

“Hoje é meu aniversário, nasci em Juiz de Fora, há um ano. Muito obrigado à Santa Casa de Juiz de Fora pela minha saúde”, disse. “Estou vivo, graças a Deus, e dirigindo o destino dessa nação”, comentou o presidente, ao deixar o Palácio da Alvorada nessa sexta-feira (06/09/2019).

Vice assume
Durante a internação de Bolsonaro, o vice-presidente, Hamilton Mourão, assumirá a Presidência da República por cinco dias, desse domingo até quinta-feira (12/09/2019).

Trânsito muda
Para o desfile, a Secretaria de Segurança do Distrito Federal mudará o trânsito no coração de Brasília. Da mesma forma, o policiamento será reforçado. Câmeras farão o monitoramento do evento em tempo real.

Segundo a pasta, a Esplanada dos Ministérios será fechada nos dois sentidos às 5h desse sábado. A Via S1 estará bloqueada a partir da L2 sul. Assim, o trânsito sofrerá desvio. A alça leste da Rodoviária do Plano Piloto ficará liberada para ônibus coletivos públicos.

Perto do Batalhão do Corpo de Bombeiros, a N1 estará fechada a partir da L4 Norte. As vias N2 e S2 ficarão liberadas. Entretanto, em ambas, estacionamentos poderão ser utilizados. Para passagem dos carros blindados, serão feitas intervenções pontuais na N2.

Público revistado
Linhas de revista da Polícia Militar serão montadas próximo à Catedral, na Alameda das Bandeiras e nas escadas dos ministérios, nos dois lados na Esplanada. Detalhe: as três primeiras escadas a partir o Ministério da Justiça estão interditadas.

A ideia é que todo o público passe por revista. Os arredores do Teatro Nacional e da L2 Norte ficarão reservados para os ônibus responsáveis pelo transporte dos participantes do desfile. Segundo informações da Secretaria de Segurança, todas as eventuais ocorrências serão levadas para 5ª Delegacia de Polícia. Sem autorização prévia das autoridades, drones não poderão sobrevoar a Esplanada.

Confira a lista dos itens proibidos:

  • Fogos de artifício e similares
  • Armas em geral
  • Apontador a laser ou similares
  • Artefatos explosivos
  • Sprays e aerossóis
  • Mastros confeccionados com qualquer tipo de material para sustentar ou não bandeiras, cartazes etc
  • Fogões e similares que utilizem gás e/ou eletricidade
  • Armas de brinquedo, réplicas, simulacros e quaisquer itens que possuam aparência de arma de fogo
  • Drogas ilícitas, conforme a legislação brasileira
  • Substâncias inflamáveis de qualquer tamanho ou tipo
  • Armas brancas ou qualquer objeto que possa causar ferimentos, mesmo que representem utensílios de trabalho ou cultural (a exemplo: tesouras, martelos, flechas, tacos, tacape, brocas)
  • Quaisquer outros itens por motivo de segurança
  • Quaisquer outros itens a serem divulgados, com antecedência mínima de 24 horas da Operação, pela PMDF e/ou SSP-DF e/ou GDF.

Além da PM, vão trabalhar no esquema de segurança o Departamento de Trânsito (Detran), Corpo de Bombeiros e Polícia Civil. Serão montados postos de atendimento médico, salvamento e de combate contra incêndios. Diante de qualquer emergência, a população poderá buscar socorro pelo telefone 193.

O DF enfrenta o calor e a baixa umidade da seca. Por isso, a população deve usar roupas leves, protetor solar, bonés e chapéus. O cuidado deve ser maior com crianças e idosos.

Veja a programação do desfile de 7 de Setembro:

  • Chegada do presidente da República à tribuna e honras militares
  • Execução do Hino Nacional e Canto do Hino da Independência
  • Apresentação do Comandante Militar do Planalto
  • Abertura dos desfiles
  • Desfile Escolar
  • Desfile aéreo
  • Tropa a pé da Marinha do Brasil
  • Tropa a pé do Exército
  • Tropa a pé da Força Aérea Brasileira
  • Tropa a pé da Polícia Rodoviária Federal
  • Tropa a pé da Força Nacional de Segurança Pública
  • Tropa a pé da Polícia Militar do DF
  • Tropa a pé do Corpo de Bombeiros Militar do DF
  • Apresentação da Ordem Unida sem comando dos granadeiros
  • Apresentação da Pirâmide Humana
  • Abertura do desfile motorizado – batedores motociclistas
  • Viaturas da Marinha do Brasil
  • Viaturas do Exército
  • Viaturas da Polícia Federal
  • Viaturas da Polícia Rodoviária Federal
  • Viaturas do Departamento Penitenciário Nacional
  • Viaturas da Polícia Militar do DF
  • Viaturas do Corpo de Bombeiros Militar do DF
  • Viaturas do SAMU
  • Bateria Histórica Caiena do 32º Grupo de Artilharia de Campanha
  • Regimento Montado da Polícia Militar do DF
  • Apresentação da Esquadrilha da Fumaça
  • Honras militares
  • Saída do presidente da República da tribuna e término do desfile

Últimas notícias