Moraes manda PF ouvir ex-estagiária de Lewandowski ligada a Allan dos Santos

A profissinal teria atuado como informante do blogueiro bolsonarista, que é investigado no inquérito das fake news

atualizado 06/10/2021 11:32

Reprodução

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes determinou que a Polícia Federal ouça uma estagiária que trabalhou no gabinete do ministro Ricardo Lewandowski, suspeita de passar informações ao blogueiro bolsonarista Allan dos Santos. A informação foi divulgada nesta quarta-feira (6/10).

De acordo com o jornal Folha de S.Paulo, Santos pediu a estudante para que ficasse como “informante” dele na Suprema Corte. Nas mensagens trocadas entre os dois, ela disse que seria “uma honra” ajudá-lo.

Essas mensagens constam no inquérito das fake news, que apura a disseminação de informações falsas. Santos é um dos investigados no processo.

Apesar do episódio, os ministros do Supremo minimizaram o caso, ao afirmar que a ex-estagiária não tinha acesso às informações relevantes.

Segundo a Folha, Tatiana Garcia Bressan, de 45 anos, estagiou no gabinete de Lewandowski de 19 de julho de 2017 a 20 de janeiro de 2019, antes da abertura dos inquéritos contra o blogueiro, em março daquele ano.

Últimas notícias