CPI: Renan inclui Allan dos Santos e mais três na lista de investigados

Agora, a Comissão Parlamentar de Inquérito passa a ter 36 nomes no rol de investigados

atualizado 06/10/2021 11:18

Renan Calheiros_CPI da Covid-19Hugo Barreto/Metrópoles

O relator da CPI da Covid-19, senador Renan Calheiros (MDB-AL), anunciou, nesta quarta-feira (6/10), a inclusão de quatro novos nomes na lista de investigados da comissão.

Com a mudança, passam de testemunha para investigado os empresários Danilo Trento, Marcos Tolentino e Oscar Otávio Fakhoury, além do blogueiro bolsonarista Allan dos Santos.

Agora, o colegiado passa a ter 36 nomes no rol de pessoas a serem investigadas. O emedebista não descarta ampliar a lista antes do fim dos trabalhos da comissão, previsto para ocorrer após a primeira quinzena de outubro.

“Nós vamos compatibilizando o avanço da investigação com a conclusão dos trabalhos. Continuamos recebendo as informações, o resultado das quebras de sigilo… Vamos até o dia 19 [de outubro] avançar na lista. Há muita coisa a ser discutida”, explicou.

Dos nomes adicionados por Calheiros, apenas Allan dos Santos não depôs à comissão. Mesmo assim, o senador afirma que a inclusão se deve pelo mesmo motivo que levou Fakhoury ao colegiado: propagação de fake news. “Eles também já estão sendo investigados pelo Supremo Tribunal Federal e, a partir de agora, serão levados à condição de investigados”, completou.

Trento e Tolentino são citados por suspeita de envolvimento ilícito e irregularidades cometidas nas negociações de venda de vacinas contra a Covid-19.

0
Indiciados

Nem todos os investigados da comissão aparecerão entre os indiciados no relatório final dos trabalhos, segundo o relator. A tendência, porém, é de que a CPI indicie mais de 40 indivíduos.

“Evidentemente que não temos um número fechado, mas com certeza vamos passar de 40, poderemos chegar a 50 indiciados”, explicou.

A sugestão de indiciamento é feita no relatório e encaminhada à Procuradoria-Geral da República e demais escalões do Ministério Público Federal (MPF).

Últimas notícias