McDonald’s retira McPicanha do cardápio no Brasil após ser notificado

Rede de fast food foi notificada pelo Procon por “propaganda enganosa” após confirmação de que os sanduíches não contêm picanha

atualizado 29/04/2022 12:00

Procon-DF proíbe rede McDonald's de vender McPicanha - MetrópolesIgo Estrela / Metrópoles

O McDonalds anunciou, nesta sexta-feira (29/4), a retirada dos sanduíches McPicanha do cardápio da rede em todo o país. A decisão ocorre após o Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP) estipular, nessa quinta-feira (28/4), o prazo de 10 dias para que a gigante alimentícia enviasse esclarecimentos sobre a possível prática de propaganda enganosa.

Na mesma data, o Procon do Distrito Federal vetou a comercialização do lanche porque ele não contém picanha na composição.

“Pedimos desculpas se o nome escolhido gerou dúvidas e informamos que estamos avaliando os próximos passos”.

Em nota, a rede de fast food defende que escolheu o nome da linha de sanduíches “justamente para proporcionar uma nova experiência ao consumidor com o exclusivo molho sabor picanha, uma nova apresentação e um hambúrguer diferente em composição e em tamanho”.

O hambúrguer é composto de “um blend de cortes selecionados” e a picanha não está entre eles, segundo o McDonald’s. O que, na avaliação do Instituto de Defesa do Consumidor (Procon), induzia o consumidor ao erro.

0

Conforme o Metrópoles noticiou, o Procon de São Paulo pediu ao McDonald’s explicações sobre a composição do “McPicanha”. A notificação foi enviada nessa quinta-feira (28/4), um dia após a rede confirmar em nota que a carne usada nos novos sanduíches não tem picanha. Horas depois, a venda do produto foi proibida no Distrito Federal.

Confira a nota na íntegra:

A partir desta sexta-feira (29/4), estamos retirando do cardápio os dois sanduíches da linha “Novos McPicanha”, em todos os restaurantes no país. Esclarecemos que a plataforma recém-lançada denominada “Novos McPicanha” teve esse nome justamente para proporcionar uma nova experiência ao consumidor com o exclusivo molho sabor picanha, uma nova apresentação e um hambúrguer diferente em composição e em tamanho (100% carne bovina, produzida com um blend de cortes selecionados e no maior tamanho oferecido pela rede atualmente). Pedimos desculpas se o nome escolhido gerou dúvidas e informamos que estamos avaliando os próximos passos.

Entenda o caso

A proibição foi decretada nessa quinta-feira (28/4). O Procon-DF faz parte da estrutura da Secretaria de Justiça e Cidadania. Neste caso, a decisão teve como gatilho a denúncia de um consumidor.

A discussão sobre a composição da carne se tornou pública após o perfil Coma com os olhos, no Instagram, anunciar que acionaria o Procon acusando o McDonald’s de propaganda enganosa.

Segundo o perfil, a carne com picanha foi descontinuada em 5/4, e o banner do ponto de venda consta a informação que “agora existe um molho sabor picanha, apenas isso, sem informar a tal descontinuação da carne de picanha que antes era comumente usada”. “Por mais que certas informações estejam em formato de texto legal, você está sendo induzido ao erro, você está sendo enganado. Você está comprando gato por lebre. Não existe meio termo aqui”, destaca o post.

Mais lidas
Últimas notícias