Procon-SP quer que McDonald’s explique a composição do “McPicanha”

Na quinta-feira (27/4), a rede de fast food informou que a carne usada nos sanduíches da linha "McPicanha" não tem picanha

atualizado 28/04/2022 19:00

mc picanhaReprodução/McDonalds

São Paulo – O Procon de São Paulo pediu à rede de fast food McDonald’s explicações sobre a composição dos novos sanduíches da linha “McPicanha”. A notificação foi enviada nesta quinta-feira (28/4), um dia após a rede confirmar em nota que a carne usada nos novos sanduíches não tem picanha.

O serviço de proteção ao consumidor quer que a rede apresente a tabela nutricional dos sanduíches com a composição dos ingredientes dos produtos, além de documentos que atestem os testes de qualidade apresentados pelo restaurante.

O material das embalagens de consumo imediato e de delivery também deverão ser apresentados ao Procon, assim como cópias dos materiais publicitários utilizados em mídia impressa e digital, que anunciam “sabor acentuado de churrasco e/ou picanha”.

A rede tem até a próxima segunda-feira, dia 2/5, para prestar esclarecimentos.

Em nota divulgada na quarta-feira, o McDonald’s lamentou “que a comunicação criada sobre os novos produtos possa ter gerado dúvidas” em relação à composição do hambúrguer. Informou que haverá novas peças publicitárias destacando a composição dos sanduíches de maneira mais clara.

E explicou que “os lançamentos trazem a novidade do exclusivo molho sabor picanha (com aroma natural de picanha)”. O texto diz que o hambúrguer  é composto por 100% carne bovina, “produzido com um blend de cortes selecionados e no maior tamanho oferecido pela rede atualmente”.

Denúncia

A discussão sobre a composição da carne se tornou pública após o perfil Coma com os olhos, no Instagram, anunciar que acionaria o Procon acusando o McDonald’s de propaganda enganosa.

Segundo o perfil, a carne com picanha foi descontinuada em 5/4, e o banner do ponto de venda consta a informação que “agora existe um molho SABOR picanha, apenas isso, sem informar a tal descontinuação da carne de picanha que antes era comumente usada”.

“Por mais que certas informações estejam em formato de texto legal, você está sendo induzido ao erro, você está sendo enganado. Você está comprando gato por lebre. Não existe meio termo aqui”, destaca o post. Veja a íntegra abaixo.

Procurada pelo Metrópoles, a rede de fast food não se pronunciou por meio de nota. Leia na íntegra:

A rede esclarece que a plataforma recém-lançada denominada “Novos McPicanha” tem esse nome justamente para proporcionar uma nova experiência ao consumidor, ao oferecer sanduíches inéditos desenvolvidos com um sabor mais acentuado de churrasco. Para isso, os lançamentos trazem a novidade do exclusivo molho sabor picanha (com aroma natural de picanha), uma nova apresentação e um hambúrguer diferente em composição e em tamanho (100% carne bovina, produzida com um blend de cortes selecionados e no maior tamanho oferecido pela rede atualmente). A empresa já está trabalhando para esclarecer os questionamentos levantados pelo Procon, dentro do prazo concedido. A marca lamenta que a comunicação criada sobre os novos produtos possa ter gerado dúvidas e informa que novas peças, destacando a composição dos sanduíches de maneira mais clara, já estão sendo produzidas.

Mais lidas
Últimas notícias