Embaixada dos EUA pede que americanos no Brasil fiquem em alerta

Diplomatas listam outras medidas de segurança, como ter cuidado em locais frequentados por turistas e manter a discrição

Morteza Nikoubazl/NurPhoto via Getty Images

atualizado 07/01/2020 19:33

Devido à crise no Oriente Médio, a Embaixada dos Estados Unidos no Brasil emitiu um alerta, nesta terça-feira (07/01/2020), com algumas medidas de segurança a cidadãos norte-americanos que moram no país.

Diplomatas pedem que os norte-americanos “mantenham a discrição, estejam alertas sobre seu entorno, fiquem atentos aos locais frequentados por turistas, revejam os planos de segurança pessoal e tenham documentos de viagem atualizados e facilmente acessíveis”.

“Há uma crescente tensão no Oriente Médio que pode resultar em riscos à segurança dos cidadãos dos EUA no exterior. A Embaixada continuará analisando a situação de segurança e fornecerá informações adicionais conforme necessário”, escreveu a representação dos EUA em comunicado.

Mortes no funeral
A tensão entre os Estados Unidos e países do Oriente Médio se intensificou depois que o presidente norte-americano, Donald Trump, autorizou o assassinato do general do Irã Qassim Suleimani.

Nesta terça, ao menos 50 pessoas morreram e outras 200 ficaram feridas durante tumulto no funeral do mais influente militar iraniano.

Nos últimos dias, o corpo de Suleimani foi levado a várias cidades do Irã, consideradas sagradas pelos muçulmanos xiitas, como An-Najaf e Karbala. Enquanto o general era velado, três morteiros foram lançados na Zona Verde, bairro iraquiano ultraprotegido que abriga a embaixada e bases dos Estados Unidos e onde ocorria a cerimônia.

Últimas notícias