Está tudo dominado no Rio de Janeiro pelo crime organizado

Secretário acusado de ligação com facções é preso, e para seu lugar vai delegado investigado por suspeita de receber propina

atualizado 18/08/2021 5:54

Marcos de Paula/Estadão

A cúpula da Administração Penitenciária do Rio de Janeiro foi presa pela Polícia Federal por suspeita de ligação com facções criminosas. O próprio secretário, Raphael Montenegro, foi preso.

O que fez o governador Cláudio Castro? Escolheu para a vaga de Montenegro o delegado Victor Hugo Poubel, investigado pela Polícia Federal por suspeita de ter recebido propina.

Quem pagou propina a Poubel? A organização criminosa chefiada pelo ex-governador Sérgio Cabral. Quem delatou Poubel? Cabral, ora. Coisa de 300 mil reais, segundo a Folha de S. Paulo.

Algo como dois milhões e meio de moradores da cidade do Rio vivem em áreas sob o controle do tráfico de drogas e de milicianos, de acordo com dados do Ministério da Justiça.

Nos últimos quatro anos, 6 governadores ou ex-governadores do Estado foram presos ou afastados do mandato – o mais recente deles, Wilson Witzel, eleito em 2018.

Pobre cidade maravilhosa.

Últimas do Blog