Dez erros que brasileiros cometem em uma primeira viagem de trem na Europa

Para os turistas de primeira viagem, é importante estar atento a detalhes cruciais na hora de viajar sobre trilhos

atualizado 19/01/2021 12:23

Reprodução/Melhores Destinos

Viajar de trem pela Europa tem tudo para ser econômico, confortável, divertido e inesquecível — ainda mais para nós, brasileiros, que não estamos acostumados a nos deslocar sobre trilhos por aí. No entanto, verdade seja dita: alguns pequenos erros, fáceis de serem evitados, podem tornar a experiência memorável também pelas más lembranças. E longe de nós querer perrengue nas férias, não é?

Confira a seguir os dez erros mais comuns que brasileiros cometem em uma primeira viagem de trem na Europa. Fuja do mico!

1. Não comprar as passagens com antecedência

Sobretudo em viagens mais longas, operadas por trens de alta velocidade, é altamente recomendável comprar as passagens com antecedência. São dois os principais motivos. O primeiro deles é bem óbvio: garantir o seu assento, já que esses que costumam ser trechos mais movimentados e não raramente os lugares se esgotam (principalmente na alta temporada).

O segundo tem a ver com o custo. Muitas empresas ferroviárias têm sistemas parecidos com o das companhias aéreas. Ou seja: comprar com antecedência pode ser sinônimo de valores mais baixos.

Continue lendo no site Melhores Destinos, parceiro do Metrópoles.

Últimas notícias