*

Dificuldade de concentrar, ansiedade, cansaço, preguiça, desânimo e por aí vai. Vários são os motivos que podem prejudicar o rendimento nos estudos e atrapalhar bons resultados. Pensando em ajudar quem se depara com essa dificuldades, o psiquiatra Pablo Vinicius encabeça um projeto ambicioso, intitulado Fábrica de Gênios. O programa visa potencializar a capacidade do cérebro nos campos de aprendizado e raciocínio.

Depois de oito anos estudando inteligência humana, Pablo fundou o Instituto PARC (Programa de Alto Rendimento Cognitivo) e reuniu uma série de métodos e pesquisas para melhorar o rendimento cognitivo. O programa conta com uma equipe de profissionais como nutricionista, educador físico, psicoterapeuta, pedagogo, neurologista, psiquiatra, medicina do sono e funcional, que, em conjunto, fazem avaliações da saúde do paciente.

A partir do resultado, os especialistas elaboram um programa específico para cada pessoa e acompanham a evolução das debilidades. O método pode ser forte aliado para concurseiros e estudantes que se preparam para exames de admissão.

Segundo Pablo, na primeira fase do programa, o paciente é avaliado em todos os aspectos (físico, mental, nutricional, hormonal, entre outros). “Fazemos um estudo do sono, que aponta qual é o horário ideal para o rendimento cognitivo da pessoa. A partir disso, podemos determinar os melhores momentos para dormir, acordar e estudar, auxiliar no aspecto físico e nutricional e montar um cronograma adequado para as necessidades do invidíduo”, esclarece.

O psiquiatra aponta que o método propõe uma mudança de estilo de vida e o programa funciona como base para metodologias posteriores. “Você pode estudar com o melhor professor, no melhor curso, com o melhor método, mas se você não dorme, nem come bem, não sabe como extrair o melhor do seu cérebro, então todo esse investimento é em vão, porque o rendimento é menor”, destaca.

O objetivo da Fábrica de Gênios é dar aos pacientes as condições necessárias para absorver o máximo de conhecimento. O coordenador ainda exemplifica que uma noite mal dormida reduz em até 30% o rendimento de alguém e pessoas ansiosas aumentam os índices de erro e de tempo gasto para realizar provas. “Às vezes, o indivíduo não sabe disso. O rendimento cognitivo envolve todas as funções mentais: raciocínio, memória, planejamento, execução de tarefas, etc”, explicita.

O especialista ainda ressalta que não é prepotência falar em fabricar gênios. “Quando falamos de genialidade, falamos do conjunto. Não tem nada a ver com alguém que faz contas matemáticas rapidamente ou pinta quadros em poucos minutos. Para nós, a inteligência é a capacidade de alcançar suas metas e o sucesso. A fábrica só funciona como uma escada”, conclui.

A concurseira Solange Alves tinha dificuldades em se concentrar e, depois da indicação de uma amiga, resolveu testar o método. “Eu estudava, mas o rendimento não era bom. Tinha muita ansiedade e não conseguia manter a atenção. Depois do primeiro mês na fábrica, já estava mais atenta, calma e animada”, lembra. Ela afirma que agora é capaz de realizar provas com mais tranquilidade.

Segundo a estudante, uma das coisas que mais a atrapalhavam, e ela não sabia, era o sono irregular. “Acho interessante porque eles analisam várias áreas, como o sono, emocional, físico, concentração. Quando soube o que precisava ajustar, comecei a ter uma disposição bem maior, e isso me deixou mais motivada. Eu recomendo, me ajudou bastante”, afirma. Com auxílio dos especialistas, Solange passou dentro das vagas para o concurso do Banco do Brasil e aguarda ser convocada.

O instituto oferece o programa em dois formatos: on-line e presencial. Em ambiente virtual, o estudante irá estudar módulos e vídeos, durante três meses, sendo monitorado à distância pela equipe PARC. O módulo presencial dura 10 meses e conta com atendimento direto dos profissionais da iniciativa.

O projeto será apresentado oficialmente, em Brasília, no próximo sábado (7/7), no Colégio Carmen Salles. Pablo fará uma palestra sobre como desenvolver super cérebros e o professor William Douglas falará sobre como passar em provas e concursos. Os ingressos podem ser adquiridos pelo site Sympla.

Seis práticas diárias para potencializar o cérebro
1) Durma pelo menos sete horas diárias
2) Tenha sempre o mesmo horário para dormir e acordar
3) Para afastar a ansiedade, medite de um a cinco minutos
4) Corte açúcar e glúten da alimentação
5) Pratique pelo menos 30 minutos de atividade física de três a quatro vezes por semana, alternando exercícios aeróbicos e de peso
6) Suplemente o corpo com vitamina D e magnésio, encontrados em verduras verdes como brócolis, couve e rúcula