Coronavírus: Tinder libera função com contatinhos internacionais

Com isolamento social contra a Covid-19, app de relacionamento resolveu dar uma mãozinha para as interações virtuais liberando função

Iphone na tela inicial do TinderUnplash/Kon Karampelas

atualizado 01/04/2020 20:51

Com as determinações de isolamento social para prevenir o coronavírus, o Tinder voltou a ser um dos aplicativos mais usados no mundo e tem batido recordes. De acordo com dados divulgados pela empresa, o número de swipes –  deslizamento para esquerda ou para a direita nas fotos – no domingo (29/03) foi o maior da história do aplicativo.

O acesso à função Passaporte,  até então liberada apenas para as versões pagas, também aumentou. O recurso, que permite conversar com pessoas de todo o mundo, teve um acréscimo de uso de 15% no Brasil. Na Alemanha, o aumento foi de 19%, enquanto na Índia, ficou em 25%.

Dados divulgados pelo Tinder

Ciente de que os números recentes estão ligados às sensações de ansiedade e solidão desencadeadas pela pandemia de coronavírus, o aplicativo liberou a função gratuitamente a todos os membros. Basta atualizar o app para as versões 11.12 nos dispositivos iOS e Android.

Depois, para  habilitar a ferramenta,  é preciso tocar no ícone do perfil, clicar em configurações e em deslizando para os dispositivos Android ou em localização nos iOS.

Em seguida, é possível escolher uma cidade de qualquer país. Os membros nos quais você der like utilizando o recurso podem ver seu perfil até um dia depois da alteração do local.

Recomendações

Apesar do incentivo ao uso da plataforma, o Tinder tem enviado uma série de mensagens reforçando recomendações da OMS e pedindo que usuários não marquem encontros presenciais. Em tese, funcionou.

Desde que a doença virou uma pandemia, as conversas diárias ao redor do mundo aumentaram em média 20% e a duração delas se tornou 25% maior. No Brasil, o papo aumentou 25% e está 20% mais longo.

Últimas notícias