Pneuzinho ou pochete? Três maneiras de “derreter” a gordura abdominal

Conheça estratégias para eliminar gordura localizada em diferentes partes do abdômen

iStock

atualizado 29/06/2020 15:26

Sabe aquela gordurinha da barriga que não some nem com “reza brava”? Pois bem, talvez seja hora de você se perguntar se não é a sua estratégia de treino que precisa mudar.

Existem vários tipos de gordura localizada no abdômen e, para cada uma delas, há um plano diferente de combate.

0

O jornal britânico The Sun investigou as causas e as soluções dos “pneuzinhos e pochetes” e deu o passo a passo para enxugá-los de vez.

Pneuzinho
A causa do pneuzinho costuma ser o estilo de vida sedentário. Para se livrar dele, qualquer exercício regular ajudará. Faça, ao menos, 150 minutos de atividades físicas na semana.

Aposte na modalidade HIIT, treinamento intervalado de alta intensidade que é altamente eficaz na redução de gordura. Corridas todos os dias também podem solucionar o problema. Quanto à dieta, opte pela mediterrânea, rica em azeite de oliva, peixe e leguminosas.

Barriga flácida
Barriga flácida é comum em mulheres que deram à luz. Atividades físicas e dietas para recém-paridas são perigosos. Por isso, a indicação é investir em exercício de ponte-pélvica e, após um ano do parto, dietas com baixo índice calórico.

Pochete
Barriga inchada na parte frontal e central do abdômen pode indicar ganho de peso ou alterações hormonais durante o ciclo menstrual.

Movimentos de yoga são excelentes para minimizar esse inchaço e combater a retenção de líquido, melhorando a circulação sanguínea e esticando os músculos.

Reduza, ainda, os alimentos salgados e processados ​​e experimente alimentos ricos em potássio, como banana e espinafre.

Outra dica para minimizar essa saliência é mastigar corretamente durante as refeições, sem distração.

Últimas notícias