“Vai ter lugar em que o lockdown será necessário”, diz ministro da Saúde

Nelson Teich reconheceu que as medidas mais duras de isolamento social devem ser aplicadas nas cidades onde a situação é crítica

atualizado 06/05/2020 19:05

Nelson Teich no Palácio do PlanaltoIgo Estrela/Metrópoles

O Ministro da Saúde Nelson Teich afirmou, nesta quarta-feira (06/05), durante coletiva de imprensa, que o lockdown será necessário em algumas cidades. De acordo com Teich, a medida deve ser aplicada em cidades que estão com incidência alta da doença, poucos leitos disponíveis, número crescente de pacientes chegando e infraestrutura que não se adaptou.

O ministro afirmou que o isolamento social não deve ser transformado em luta política. “Devemos ter uma forma de conduzir com cooperação. Se você acha que estou fazendo algo que pode ser melhorado, dê uma sugestão. Fazer uma crítica ou brigar não vai somar nada. O que menos precisamos agora é mais confusão, mais conflito, mais desgaste”, afirmou.

Teich, que esteve em Manaus para conferir a situação do estado na luta contra o coronavírus, voltou a dizer que cada estado tem uma situação, e que existem vários níveis de distanciamento social, que vão desde o mais simples ao lockdown e a ideia do governo é recomendar medidas específicas para cada região. “A gente não é contra ou a favor, é fazer o que é certo, no lugar certo”, afirma.

De acordo com o ministro, as diretrizes para os estados saírem do isolamento estão prontas, mas ainda não foi definido quando serão divulgadas. A ideia é que o Conselho Nacional de Secretários de Saúde revise o documento, para que não sejam recomendações apenas do Ministério da Saúde.

Últimas notícias