Vacina da Johnson & Johnson contra Covid-19 entra na etapa final de testes

Farmacêutica está começando fase 3 dos ensaios clínicos para a produção de método de imunização. Parte das pesquisas será feita no DF

atualizado 23/09/2020 19:07

seringas Getty Images

A Johnson & Johnson informou na manhã desta quarta-feira (23/9) que iniciou o ensaio clínico de fase 3 – última etapa antes da aprovação e fabricação de um método de imunização – de sua candidata à vacina contra o novo coronavírus.

O estudo será um dos maiores do mundo e prevê a participação de 60 mil voluntários em diversos países, incluindo o Brasil.

Aqui, a pesquisa será coordenada pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), e o Distrito Federal participará dos testes. O instituto L2IP, responsável pelos trabalhos na capital do país, está cadastrando voluntários pelo site www.l2ip.org.

O imunizante foi desenvolvido pela Janssen, braço farmacêutico da empresa norte-americana. No comunicado feito à imprensa, a J&J afirmou que os primeiros resultados sobre a segurança e eficácia da vacina estarão disponíveis no início de 2021.

Outras vacinas em fase 3
As vacinas da Universidade de Oxford, da Inglaterra; da farmacêutica Sinovac, da China; e da alemã Pfizer também estão na terceira fase de testes.

A candidata da companhia norte-americana, porém, teria a vantagem de induzir resposta imunizante contra o novo coronavírus com apenas uma dose, enquanto as outras concorrentes em fase 3 precisariam de duas doses.

A J&J já assinou, em agosto, contrato de US$ 1 bilhão com o governo dos EUA para o fornecimento de 100 milhões de doses, caso a vacina tenha sucesso nos testes e seja autorizada para uso.

A empresa espera produzir mais de um bilhão de doses globalmente no decorrer de 2021. (Com informações da Dow Jones Newswires e Agência Estado)

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
Publicidade do parceiro Metrópoles 2
Publicidade do parceiro Metrópoles 3
0

Mais lidas
Últimas notícias