Uma dose da vacina da AstraZeneca ou Pfizer é 86,6% eficaz em idosos

Dados são da Agência Coreana de Controle e Prevenção de Doenças, que analisou informações de 3,5 milhões de pessoas

atualizado 05/05/2021 17:00

Vacina da Pfizer contra a Covid-19 no RioAline Massuca/Metrópoles

Segundo a Agência Coreana de Controle e Prevenção de Doenças (KDCA), apenas uma dose das vacinas Oxford/AstraZeneca ou Pfizer/BioNTech já garante 86,6% de eficácia na prevenção da Covid-19 em idosos com mais de 60 anos.

O imunizante da Pfizer alcançou 89,7% de eficácia, enquanto o da AstraZeneca chegou a 86%. Os dados foram obtidos a partir da informações de 3,5 milhões de coreanos com mais de 60 anos durante dois meses, incluindo 521 mil pessoas que receberam a primeira dose de uma das duas vacinas. Foram registrados 1.237 casos de Covid-19 no grupo, sendo que apenas 29 deles entre os vacinados.

“Está demonstrado que ambas as vacinas fornecem uma alta proteção contra a doença após a primeira dose. As pessoas devem se vacinar de acordo com o cronograma recomendado, pois a taxa de proteção aumentará ainda mais após uma segunda dose”, afirmou a agência, em comunicado.

Na Coreia do Sul, 95% dos óbitos decorrentes da Covid-19 foram de idosos, mas a população está resistente a procurar a imunização depois de relatos sobre coágulos sanguíneos. O Ministério da Saúde do país asiático afirmou que a chance de efeitos adversos é “extremamente baixa” e que as vacinas diminuem “drasticamente” os riscos para a população.

Saiba como as vacinas contra Covid-19 atuam:

0

Últimas notícias