Tratamento com hormônio feminino pode ajudar homens com Covid-19

Pacientes de Nova York vão receber estrogênio para verificar se a substância consegue diminuir a infecção provocada pelo coronavírus

atualizado 28/04/2020 11:58

Os casos graves de Covid-19 são mais comuns em homens em diversos países que enfrentam a pandemia do novo coronavírus, entre eles Brasil, China, Itália e Estados Unidos. Médicos acreditam que a diferença pode estar relacionada a alguns hormônios produzidos por mulheres que aumentam a imunidade do corpo e a produção de anti-inflamatórios.

De acordo com Sara Ghandehari, pneumologista e intensivista no Cedars-Sinai Medical Center de Los Angeles, cerca de 75% dos pacientes internados em UTIs com respiradores são homens.

Ao observar essas estatísticas, médicos de Long Island, em Nova York, começaram a tratar homens com suspeita ou diagnósticos de Covid-19 com estrogênio. O tratamento está sendo feito dentro de protocolos de pesquisa e também será indicado para mulheres com mais de 55 anos, com níveis mais baixos do hormônio.

O uso da progesterona, outro tipo de hormônio produzido pelas mulheres, com propriedades anti-inflamatórias, também será testado em 40 pacientes do sexo masculino de Los Angeles. (Com informações de O Globo)

Últimas notícias