Dieta anti-inflamatória: saiba quais alimentos reduzem o problema

A alimentação é uma aliada importante para controlar a produção de substâncias inflamatórias pelo corpo

Unsplash/DivulgaçãoUnsplash/Divulgação

atualizado 30/11/2019 9:01

Os alimentos anti-inflamatórios, como açafrão e alho macerado, atuam reduzindo a produção de substâncias que estimulam inflamações no corpo. Além disso, esses ingredientes ajudam a fortalecer o sistema imune tornando o organismo mais resistente a gripes, resfriados e outras doenças.

Os anti-inflamatórios também são importantes no tratamento de doenças como a artrite reumatoide, pois ajudam a reduzir e prevenir dores nas articulações.

Outras enfermidades, como a psoríase e a dermatite atópica, também têm os sintomas amenizados a partir de dietas com foco em alimentos anti-inflamatórios. A alimentação ajuda a diminuir o número de crises e a gravidade das lesões na pele, que são os principais sintomas dessas doenças.

A alimentação anti-inflamatória melhora, ainda, a cicatrização de feridas, ajudando a combater e prevenir doenças como câncer e doenças cardiovasculares. Além disso, ela favorece a perda de peso, pois os alimentos são ricos em fibras e pobres em gorduras e açúcares.

Além de aumentar o consumo de alimentos anti-inflamatórios, também é importante reduzir a ingestão de ingredientes que causam inflamações. Nessa categoria,  estão carnes processadas – salsicha, linguiça e bacon – e comida pronta congelada, que é rica em gordura, como lasanha, pizza e hambúrguer.

Alimentos que controlam a inflamação:

Os alimentos anti-inflamatórios são ricos em substâncias como alicina, ácidos graxos, ômega-3 e vitamina C:

  • Ervas aromáticas, como alho macerado, açafrão, curry e cebola;
  • Peixes ricos em ômega-3, como atum, sardinha e salmão;
  • Sementes com ômega-3, como linhaça, chia e gergelim;
  • Frutas cítricas, como laranja, acerola, goiaba e abacaxi;
  • Frutas vermelhas, como romã, melancia, cereja, morango e uva;
  • Frutas oleaginosas, como castanhas e nozes;
  • Vegetais, como brócolis, couve-flor, repolho e gengibre;
  • Óleo de coco e azeite.

Alimentos que aumentam a inflamação:

Os alimentos abaixo devem ser evitados ou consumidos em pequenas quantidades:

  • Frituras;
  • Açúcar;
  • Carnes vermelhas, especialmente as ricas em aditivos e gorduras, como salsicha, linguiça, bacon, presunto, salame e fast food;
  • Cereais refinados, como farinha de trigo, arroz branco, massas, pães e bolachas;
  • Leite e derivados integrais;
  • Bebidas açucaradas, como refrigerantes, sucos em caixa e em pó;
  • Bebidas alcoólicas;
  • Outros: molhos industrializados e comida pronta congelada.

A tabela a seguir traz um exemplo de cardápio para três dias de uma dieta anti-inflamatória:

RefeiçãoDia 1Dia 2Dia 3
Café da Manhãiogurte natural batido com 4 morangos + 1 fatia de pão integral com queijo minascafé sem açúcar + omelete com 2 ovos, tomate e oréganocafé sem açúcar + 100 ml de leite + 1 crepioca de queijo
Lanche da Manhã1 banana + 1 colher de sopa de pasta de amendoim1 maçã + 10 castanhas1 copo de suco verde
Almoço/Jantar1/2 posta de salmão grelhado + batatas assadas com tomate, cebola e pimentão, temperados com ervas finas e alho4 colheres de arroz integral + 2 colheres de sopa de feijão + frango grelhado com molho de tomate e manjericãoMacarronada de atum ao molho pesto + salada verde regada ao azeite
Lanche da Tarde1 copo de suco de laranja + 2 fatias de queijo frito com azeite, orégano e tomate picadoiogurte natural com mel + 1 colher de sopa de aveiacafé sem açúcar + 1 tapioca pequena com ovo

(Com informações do portal Tua Saúde)

Últimas notícias