Saúde nega interferência de Bolsonaro no atraso dos números da Covid-19

Secretário executivo substituto, Élcio Franco, afirma que problemas foram técnicos e cita dificuldades de fuso horário e revisão

atualizado 08/06/2020 19:58

Em entrevista coletiva nesta segunda (08/06), o secretário executivo substituto do Ministério da Saúde, Élcio Franco, afirmou que os problemas de atraso de três horas na divulgação dos números do coronavírus foram técnicos e que não houve interferência da Presidência no novo horário.

Segundo ele, os motivos para a demora passam por dificuldades na adequação do fuso horário por parte dos estados e municípios, que devem enviar os dados, problemas de internet e necessidade de revisão de informações. “Não houve interferência de ordem alguma, é um trabalho técnico”, afirma.

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) chegou a comemorar o atraso, afirmando que “Acabou matéria no Jornal Nacional“.

Eduardo Macário, que era secretário substituto de Vigilância em Saúde mas será substituído por Arnaldo de Medeiros, explica que não é apenas um trabalho de “preencher tabela”. De acordo com Macário, é preciso revisar os dados para verificar se fazem sentido com as informações divulgadas, o que inclui entrar em contato com estados e municípios.

Últimas notícias