Três dicas para diminuir as dores nas pernas após a corrida

Cirurgiã vascular ensina como melhorar o retorno venoso e diminuir cansaço e fadiga para os que estão iniciando a atividade

Andrew Tanglao, UnsplashAndrew Tanglao, Unsplash

atualizado 17/10/2019 19:56

Começar a correr é uma ótima iniciativa para colocar a saúde em dia, mas é preciso tomar alguns cuidados além de simplesmente escolher o tênis e o percurso. Para amenizar o incômodo nas pernas após muito tempo de sedentarismo, a cirurgiã vascular e angiologista Aline Lamaita, membro da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular (SBACV), ensina que o correto é adotar estratégias que melhorem o retorno venoso e diminuam o cansaço, o inchaço e a fadiga nas pernas.

Veja algumas dicas:

Fique de olho na intensidade
O ideal, de acordo com Aline Lamaita, é seguir um plano gradual, conforme a orientação do seu professor ou personal. Começar a correr em uma intensidade muito alta pode facilitar o aparecimento de lesões, câimbras e dores.

Banho gelado depois do treino
O banho gelado é indicado aos corredores pela ação anti-inflamatória. “Ele ativa a circulação, promovendo vasoconstrição, e diminui a velocidade de condução do estímulo da dor pelas fibras nervosas”, afirma a médica.

Meias esportivas de compressão
As meias especiais possuem uma lista benefícios. Segundo Lamaita, elas melhoram o retorno venoso, mantêm a musculatura aquecida, reduzem a fadiga muscular, aceleram a recuperação do corpo, diminuem a incidência de câimbras e de dores nas panturrilhas.

A médica explica que, por causa da melhora do retorno venoso, com o aumento do fluxo sanguíneo na região das pernas, a recuperação é muito mais tranquila. “O uso da meia diminui os ácidos lático e pirúvico, que estão ligados àquela dor muscular do dia seguinte. No caso da meia, acelerando a circulação, ela diminui a concentração desses ácidos”, explica. “A recuperação no dia seguinte é muito melhor, porque o corpo terá menos ácido para ‘limpar’.”

Apesar dos vários benefícios, a médica alerta que é importante ficar atento às especificações da meia, usar o tamanho adequado com um ajuste perfeito nas pernas e consultar um cirurgião vascular.

Últimas notícias