Quatro segredos para a fondue ficar menos calórica e mais saudável

Com adaptações inteligentes, é possível degustar esta delícia de inverno sem que a culpa atrapalhe o prazer de comer

Olivier Truan Photography, Getty ImagesOlivier Truan Photography, Getty Images

atualizado 10/06/2019 23:45

Um friozinho pede uma fondue, não é mesmo? As opções de carne, queijo ou chocolate são bastante calóricas, mas é possível fazer trocas inteligentes que permitirão aproveitar esta delícia típica do inverno.

Segundo a nutricionista Michelle Mendes, a fondue de carne fica mais saudável quando a proteína é cozida na água ou na pedra, em vez de ser frita no óleo. Outra opção é grelhar os pedaços de carne em uma frigideira antes de colocá-los na panela, assim eles permanecem menos tempo mergulhados no óleo quente e absorvem menos gordura. Caso queira comer fondue de queijo, dê preferência aos laticínios mais brancos em vez dos amarelos, que são os mais gordurosos. Opte por queijos de cabra ou búfala, bem como cottage ou ricota.

Também é preciso ficar atento ao consumo dos molhos. A maioria leva maionese ou creme de leite, e isso aumenta muito o valor calórico da refeição. Os acompanhamentos podem ficar mais saudáveis se você substituir os pães por legumes tostados, castanhas, pedacinhos de pão integral e cogumelos.

Por fim, na hora da sobremesa, a fondue de chocolate está liberada, desde que seja feita a opção pelo amargo. Além de ter menos açúcar, o chocolate amargo possui propriedades antioxidantes. De acompanhamento, eleja frutas.

Últimas notícias