Quantas vidas podem ser salvas com isolamento? Matemáticos sugerem resposta

Pesquisadores da Unicamp usaram dados oficiais sobre contágio, taxa de isolamento e de letalidade para construir modelo matemático

atualizado 08/05/2020 12:58

Policial faz bloqueio no lockdown do maranhãoDOUGLAS JÚNIOR/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

Caso as medidas de isolamento social sejam cumpridas, o número de vítimas da Covid-19 que deixaria de morrer por dia aumentaria de 83 para 360 em uma semana, segundo um estudo feito por pesquisadores do Instituto de Matemática, Estatística e Computação Científica da Unicamp. Em duas semanas, o total subiria para 865 vidas salvas diariamente.

O projeto Vidas Salvas Pelo Isolamento Social busca identificar tendências na aceleração ou desaceleração da epidemia de coronavírus no Brasil, levando em consideração dados oficiais de contágio, taxa de isolamento e de letalidade. O grupo começou a fazer projeções a partir de 24 de março depois que boa parte dos estados adotou protocolos de distanciamento social.

A pesquisa é liderada pelos professores Paulo José da Silva e Cláudia Sagastizába. Ao observar os números do Brasil, os matemáticos sugerem que o distanciamento social está dando certo, mas vem perdendo força com o passar das semanas, especialmente nas regiões Sudeste e Centro-Oeste.

“Vemos que as curvas de uma forma geral foram achatadas. Mas o número de doentes ainda cresce muito, mesmo que mais lentamente. Isso sugere que é imperativo que os governos busquem alternativas de controle da epidemia para não enfrentarmos colapsos nos sistemas de saúde em breve”, afirmam os pesquisadores na plataforma on line onde divulgam o trabalho.

Durante esta semana, algumas cidades já passaram para o lockdown – fase mais dura do distanciamento social justamente porque os sistemas de saúde locais não estão sendo capazes de absorver a demanda.

De acordo com os cientistas, os dados mostram que, se o isolamento feito na última semana for mantido pelas próximas duas semanas, uma vida será poupada a cada 3,7 minutos. O número sofreria variação, entretanto, de acordo com as regiões do país. Enquanto no Sudeste e no Nordeste, o tempo seria de 4,4 minutos, nas regiões Centro Oeste serão necessários 320 minutos, no Sul 58,7 minutos e no Norte 131,8 minutos.

Nessa quinta-feira (07/05), o país chegou a 9.146 óbitos pela Covid-19, 610 registrados apenas nas últimas 24 horas, de acordo com o Ministério da Saúde. O aumento corresponde a 7% em um dia.

0

Últimas notícias