Coronavírus: Estados Unidos iniciam novos testes de vacina em humanos

Iniciativa une laboratórios Pfizer e BioNTech e também está sendo avaliada em voluntários na Alemanha

atualizado 07/05/2020 14:58

JP Rodrigues/Metrópoles

Os Estados Unidos começaram a fazer testes em humanos de uma nova vacina contra a Covid-19 na segunda-feira (04/05). O fármaco foi desenvolvido pela empresa farmacêutica Pfizer em parceria com a alemã BioNTech. O objetivo é testar se a imunização funciona com a ajuda de 360 voluntários saudáveis.

A expectativa é que, caso os resultados sejam positivos e obtenham a aprovação de agências sanitárias, a vacina comece a ser distribuída no país ainda em setembro.

Uma primeira etapa de testes foi realizada em abril na Alemanha, quando 12 pessoas saudáveis foram vacinadas.  Nos próximos dias, outras 200 pessoas devem ser imunizadas no país.

Os pesquisadores dividiram os voluntários em quatro grupos para a aplicação de variações diferentes da vacina, cada uma representando um formato de RNA mensageiro. Eles vão acompanhar os níveis de anticorpos dos voluntários nos meses seguintes à aplicação.

Os testes norte-americanos são conduzidos pela escola de medicina das universidades de Grossman e o centro médico da Universidade de Rochester, ambos em Nova York; a universidade de Maryland, em Baltimore; e o Hospital Infantil de Cincinnatti, em Ohio.

Uma outra vacina começou a ser testada no país no fim de março. A inciativa está sendo conduzida pela Moderna Therapeutics.

Últimas notícias