Quais são os alertas que o corpo dá antes de infartar?

Fadiga, insônia, suor em excesso e dores na região do tórax são indícios que nem sempre recebem a devida atenção

PeopleImages, Getty ImagesPeopleImages, Getty Images

atualizado 31/01/2019 21:02

Atualmente, cerca de 30% das mortes no Brasil são causadas por doenças cardiovasculares. O infarto acontece quando uma ou mais artérias que levam oxigênio ao coração são obstruídas abruptamente por um coágulo de sangue que se forma em cima de uma placa de gordura existente na parede interna da artéria.

Em 50% dos casos de infarto, o corpo dá alguns sinais precoces que, se forem percebidos, ajudam o paciente a ligar o alerta vermelho. São indícios muitas vezes comuns de outras doenças, que nem sempre recebem a devida atenção.

Um dos primeiros sinais é uma dor na região do tórax, que pode irradiar pelos ombros, costas, braços e até mandíbula. Em mais ou menos metade dos casos de infarto, essa dor está presente. A dor pode surgir de forma súbita, enquanto a pessoa realiza suas atividades normais ou, até, dormindo. Essa sensação muitas vezes causa falta de ar, outro sinal importante.

Há casos em que o paciente sente náuseas, indigestão e até dores abdominais. Desmaios e tonturas também podem acontecer, bem como suor frio e episódios de fraqueza.

A fadiga é um sinal de que o corpo não está bem. Episódios de cansaço fora da normalidade, quando se está realizando atividades corriqueiras do dia a dia, podem ocorrer até um mês antes do infarto. Entre as mulheres que infartaram, 40% relataram que tiveram episódios de insônia.

Caso esses sintomas apareçam, é indispensável procurar o atendimento médico, que pode preservar a vida e prevenir danos ao coração.

Últimas notícias